O desenvolvimento e aperfeiçoamento de novos modelos de negócio é uma das estratégias do ramo de plásticos para enfrentar as dificuldades relacionadas à atual crise econômica que decorre da pandemia de Covid-19. Diante das incertezas que tornam arriscada a aquisição de máquinas, fabricantes estão incluindo em suas atividades a prestação de serviços de locação de equipamentos para o chão de fábrica, os quais incluem também assistência técnica e treinamento para os seus usuários.

 

Serviço de locação de máquinas desenvolvido pela Romi

 

Entre os recentes exemplos está o serviço de locação de máquinas denominado “Machine as a service” (ou, “Máquina como serviço”, em tradução livre), criado pela fornecedora de injetoras, sopradoras e máquinas-ferramenta Romi, que tem matriz em Santa Bárbara d’Oeste (SP) e filiais no Brasil e Alemanha.

 

 

A linha de equipamentos disponíveis é composta por injetoras que se dividem em versões elétricas ou híbridas, apresentando força de fechamento de 75 a 1.100 toneladas, bem como abertura com curso máximo de 360 a 1.370 mm. A distância entre colunas desses modelos varia de 360 x 360 a 1.250 x 1.250 mm, e eles podem operar com moldes com altura de aproximadamente 360 a 1.370 mm.

 

Além disso, são oferecidas máquinas de sopro equipadas com rosca extrusora com diâmetro de 75 a 100 mm, as quais apresentam capacidade de processar de 50 a 260 kg de plásticos em uma hora. Da configuração delas constam ainda sistemas de aquecimento com potência de 19,8 a 50 kW.

 

Uma demonstração do funcionamento de um desses equipamentos pode ser vista no vídeo a seguir.

 

De acordo com Glauco Lino Machado, gerente de vendas de máquinas para processamento de plásticos da companhia, os equipamentos podem ser locados por meio de franquias. Segundo ele, os serviços compreendem a fabricação de equipamentos sob encomenda.

 

Maurício Lanzellotti Lopes, diretor do departamento comercial da Romi, também mencionou um dos motivos que levaram à criação desse modelo de negócio. “Disponibilizar aos nossos clientes a opção de alugar uma máquina, principalmente no momento que estamos enfrentando, é uma forma de fortalecer ainda mais a indústria brasileira, garantindo a continuidade de novos negócios”.

 

Mais informações podem ser obtidas aqui. Confira também os nossos guias que trazem dados sobre o mercado de máquinas e equipamentos para o processamento de plásticos.

 

Foto: Modelo de máquina injetora que faz parte de uma linha disponível para locação, fornecida pela Romi


 

Conteúdo relacionado:

Setor de máquinas em recuperação

Chiller para refrigeração no processo de sopro


 

#Romi #LocaçãodeMáquinas #Injetoras #Sopro #Plásticos #Covid-19






Mais Notícias PI



Estudo analisa o impacto da Covid-19 sobre o balanço das empresas

Levantamento realizado pelo Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) junto a 240 empresas de capital aberto mostra as consequências da pandemia de Covid-19 sobre o seu desempenho e recuperação da rentabilidade.

20/10/2020


Nova linha de produtos sustentáveis

Companhia lança linha de poliestirenos com até 30% de material reciclado pós-consumo, tendo como principal objetivo garantir a circularidade do material e reduzir os impactos do descarte inadequado.

08/10/2020


Demanda em alta e recorde de vendas de resina

Retomada das atividades no pós-pandemia aqueceu o mercado de resinas plásticas e a Braskem bateu recorde de vendas pela segunda vez consecutiva.

07/10/2020