Injetoras


São reunidas neste levantamento as empresas fornecedoras de máquinas injetoras de diferentes categorias: as de acionamento hidráulico, as de acionamento totalmente elétrico e as de acionamento híbrido, que combina ambos os princípios anteriores nas diferentes etapas de funcionamento. A vasta possibilidade de combinação de características e recursos torna essas máquinas adequadas à moldagem de uma grande variedade de produtos, usados na fabricação de praticamente todos os tipos de bens de consumo, bens duráveis, itens descartáveis e também componentes para bens de capital




Levantamento realizado junto às empresas fornecedoras de injetoras reunidas neste guia mostrou que 75% delas perceberam aumento da procura por máquinas elétricas para a moldagem de produtos plásticos para a área médica. Além disso, cerca de 50% das entrevistadas mencionaram que as suas vendas aumentaram nos últimos 12 meses devido ao crescimento da demanda por itens plásticos em decorrência da pandemia de Covid-19. Já para 27,77% delas, o fechamento de pedidos permaneceu estável, enquanto 22,23% observaram redução do ritmo de compras, atribuindo isso principalmente ao atual cenário econômico.

No entanto, as participantes da pesquisa apontaram como os principais segmentos consumidores dos equipamentos que fornecem o automobilístico e o de fabricação de utilidades domésticas, cada um sendo comprador de 13,70% do volume total de injetoras. E não foram somente esses que se igualaram em índice de consumo de máquinas, pois a área médica/hospitalar e a farmacêutica absorveram, cada uma delas, 12,90% do montante, seguidas pelos fabricantes de embalagens representando 12,10%.

As companhias disseram que os segmentos de eletrodomésticos e eletroeletrônicos também se igualaram no índice de consumo de injetoras, cada um com 11,30%, ao passo que os fornecedores de brinquedos consumiram 9,68% e setores classificados na categoria “outros”, como moveleiro e construção civil, adquiriram 2,42%.

A sondagem mostrou mais similaridades entre os percentuais levantados: 88,88% das participantes notaram aumento da procura por injetoras com recursos para interconectividade com equipamentos auxiliares e sistemas digitais que se aproximam do conceito de indústria 4.0 (Veja reportagem especial nesta edição, a partir da página 18), que é o mesmo percentual das que perceberam aumento da demanda por injetoras que permitem a integração de robôs.









Compartilhe:


Voltar