Adalberto Rezende, da redação


 

As precauções com moldes após a sua fabricação e após receberem acabamento de polimento e/ou texturização consistem em, por exemplo, proteger superfícies com acabamento fino contra o impacto de cavacos, choque com outras peças e/ou contra a ação de intempéries típicas do chão de fábrica, assim como evitar a entrada de sujidades em canais e orifícios. 

 

Empresa de Ribeirão Preto desenvolve e fabrica tampas elásticas que podem ser usadas para proteger moldes
Tampas elásticas feitas de látex e materiais poliméricos, que também são indicadas para a proteção de peças usinadas, tais como componentes e acessórios para a montagem de moldes, já estão sendo fabricadas no Brasil. Trata-se de capas que têm aparência similar à de bexigas, as quais são desenvolvidas pela Capflex, empresa que tem escritório comercial situado em São Paulo (SP) e unidade fabril em Ribeirão Preto (SP).

 

Essas tampas são comercializadas em versões com diferentes dimensões e cores, as quais podem ser feitas sob encomenda. Elas apresentam alta resistência ao rasgamento e à ação de agentes químicos, além de resistência à radiação ultravioleta (UV), sendo também recomendadas para a proteção de peças em operações de logística. 

 

Em entrevista concedida à Plástico Industrial, Sérgio Morales Antelo Filho, gerente geral da companhia, comentou que as tampas elásticas protetivas proporcionam um fechamento hermético devido à sua aba que tem boa elasticidade. Ele também mencionou que os produtos não sofrem deformação, mesmo se forem submetidos a seguidos esticamentos.

 

No que tange às cores das tampas, o executivo disse que “é comum os clientes optarem por colorações que façam com que as tampas se destaquem, que chamem a atenção. Eles podem escolher as cores de acordo com suas normas de segurança e em conformidade com a identidade visual da empresa, por exemplo”. 

 

Consultoria e serviços voltados para o desenvolvimento e aplicação de tampas protetivas no setor de transformação de resinas termoplásticas, bem como treinamento, são oferecidos pela empresa. Os produtos foram divulgados na 11ª edição da Tubotech – Feira Internacional de Tubos, Válvulas, Bombas, Conexões e Componentes –, realizada em outubro na capital paulista.



 

Expectativas para 2023

 

De acordo com informações da Capflex, as tampas elásticas podem ser usadas para a proteção de componentes de ferramental, peças usinadas, extremidades de barras e tubos, peças de motores, entre outros tipos de aplicação. Sérgio comentou que os planos da companhia para o próximo ano incluem a “formação de parcerias e a condução de trabalhos nas áreas de óleo e gás, agronegócio e veterinária”. Ele também comentou que a empresa já está desenvolvendo protótipos de tampas para outros setores.

  

O contato com a Capflex pode ser feito pelos e-mails morales@cutting.com.br e cassio@cutting.com.br. 


 

 

Imagem: Capflex


 

 

Mais notícias do setor:

 

Polipropileno: mercado nacional e tendências

 

Política industrial para os produtos médicos

 

#Capflex #TampasElásticas #Moldes #PlásticoIndustrial



Mais Notícias PI



Injetora híbrida com força de 1.800 kN

Arburg vai expor injetora híbrida e com menor consumo de energia.

23/07/2024


Fabricante de embalagens se prepara para possível nova seca em Manaus

Antevendo desafios logísticos, a Extrusa Pack vai estocar matéria-prima em suas unidades na região Sudeste e é parceira na implantação de um posto de distribuição no AM.

23/07/2024


Centro técnico da Engel passa a ser equipado com injetora de alta capacidade

A fabricante austríaca de injetoras ampliou o seu centro técnico com a instalação de uma injetora de 55.000 kN de força de fechamento, desenvolvida com foco nas necessidades da indústria automobilística.

23/07/2024