A adoção de sistemas de proteção de dados provenientes do chão de fábrica, que visa, por exemplo, impedir acessos não autorizados a ambientes digitais conectados a linhas de produção, é um assunto que está ganhando espaço nas discussões sobre a digitalização do setor de transformação de resinas, que é um dos pilares da indústria 4.0.

 

Atualmente, a cibersegurança já é uma realidade na rotina de algumas empresas do ramo de plásticos que se veem diante da necessidade de bloquear ataques de hackers, uma ameaça que pode paralisar operações de parques fabris e ainda causar anomalias e danos a ambientes virtuais usados por companhias da área de manufatura aditiva (impressão 3D), reciclagem, além de outras.

 

Proteção cibernética para a indústria e dados sobre ataques a sistemas digitais são temas abordados em uma publicação da Abimaq e Sindimaq

Devido a isso, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) e o Sindicato Nacional da Indústria de Máquinas (Sindimaq) publicaram recentemente um material explicativo que trata da cibersegurança na indústria de manufatura, assim como as prováveis consequências de ataques cibernéticos no setor.

 

A 55ª edição do encarte “Sindimaq em ação”, que tem como tema central a “Segurança cibernética: um pilar fundamental da indústria 4.0”, aborda a implantação de novas tecnologias no chão de fábrica, tais como inteligência artificial (IA), robôs colaborativos, Internet 5G, gêmeos digitais (Digital Twins), sensores industriais e realidade aumentada. A publicação também traz dados sobre tentativas de ataques cibernéticos no Brasil no primeiro semestre de 2022. 

 

Além disso, o encarte trata de diversos fatores que podem impactar os trabalhos, projetos e estratégias de empresas e instituições de pesquisa e ensino, como o custo de uma violação de dados. O material explicativo pode ser baixado gratuitamente no site da Abimaq.

 

Mais informações podem ser obtidas aqui.


 

Imagens: Abimaq/Sindimaq

 

 

Mais notícias do ramo:

 

Cálculo de emissões para diferentes tipos de resina

 

Impressão 3D de metais em escala industrial

 

#Abimaq #Sindimaq #Indústria40 #PI



Mais Notícias PI



Centro técnico da Engel passa a ser equipado com injetora de alta capacidade

A fabricante austríaca de injetoras ampliou o seu centro técnico com a instalação de uma injetora de 55.000 kN de força de fechamento, desenvolvida com foco nas necessidades da indústria automobilística.

23/07/2024


Automação de baixo custo é o foco da nova unidade da Igus no Brasil

A empresa alemã inaugurou um centro de automação em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

05/07/2024


Empresas de extrusão buscam atualização tecnológica

Ênfase no atendimento ao setor de embalagens e interesse por tecnologias habilitadoras da indústria 4.0 são tendências entre as empresas que processam materiais plásticos usando o processo de extrusão.

01/07/2024