A linha de resinas de base biológica I’m green, da Braskem, completou este ano uma década de produção e foi reconhecida como um dos casos mais transformadores em termos de  desenvolvimento sustentável no Brasil pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), da Organização das Nações Unidas (ONU), e pela Rede Brasil do Pacto Global.  

 

Polietileno I'm Green da Braskem recebe reconhecimento internacional

 

O anúncio foi feito durante um webinar sobre "Big Push para a Sustentabilidade", aberto ao público e organizado por ambas as instituições, no qual foram apresentados estudos de caso que fazem parte de um repositório on-line com mais de 60 iniciativas para o desenvolvimento sustentável no Brasil. Trata-se de um conjunto de ações que alavancam investimentos nacionais e estrangeiros para gerar um grande impulso ("Big Push") de crescimento econômico, geração de emprego e renda, redução de desigualdades e lacunas estruturais e promoção da sustentabilidade ambiental. O reconhecimento do trabalho da Braskem se deu na categoria Indústria & Energia.

 

Produzidas em escala industrial a partir da inauguração da unidade fabril de eteno verde na cidade de Triunfo (RS), em 2010, as resinas da linha I’m Green conferiram à companhia liderança mundial no mercado de biopolímeros. Atualmente a empresa tem capacidade para fabricar  200 mil toneladas/ano do material, que hoje está presente em mais de 150 marcas no mundo, incluindo embalagens para os mais diversos segmentos, bens duráveis e brinquedos (foto).

 

“Acreditamos no potencial da economia circular para o avanço da sustentabilidade e o plástico de origem renovável é uma das nossas entregas nesse sentido. A iniciativa da ONU é um importante reconhecimento da jornada que estamos construindo, que reforça que estamos no caminho certo e amplia a mensagem de que o plástico pode contribuir muito para o desenvolvimento sustentável do planeta”, disse Mateus Schreiner Garcez Lopes, responsável pelo departamento de inovação em tecnologias renováveis da empresa, que apresentou o estudo de caso intitulado “Polímeros Verdes: tecnologia para promoção do desenvolvimento sustentável”.

 

As iniciativas apresentadas no webinar "Big Push para a Sustentabilidade" podem ser conhecidas na biblioteca da Cepal, no link  https://biblioguias.cepal.org/bigpushparaasustentabilidade.


 

Foto: Brinquedos produzidos pelo Grupo Lego (Dinamarca) usando o PE verde da marca I'm Green.



 

Conteúdo relacionado:

Resina biodegradável é desenvolvida no Brasil

Fabricante de brinquedos estabelece meta sustentável


 

#Braskem #ONU #Cepal #Desenvolvimentodebioplasticos #Sustentabilidade



Mais Notícias PI



Máquinas de autoatendimento incentivam a reciclagem de embalagens

Mais dez unidades da chamada Retorna Machine são instaladas em pontos da cidade de São Paulo, pela Ambev e Triciclo-Ambipar, que incentiva a troca de embalagens pós-consumo por serviços e créditos.

19/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022


Empresa supera sua meta de uso de material reciclado

A SC Johnson superou sua meta de uso de 15% de plástico reciclado em suas embalagens quatro anos antes do previsto e, agora, quase dobra a aposta para usar 25% até 2025.

12/01/2022