Adalberto Rezende, da redação


 

A fabricante de moldes e de ferramental Mold Brasil Ferramentaria (Guarulhos, SP), integrante do Grupo GDR Holding, anunciou que pretende investir R$ 600 milhões na compra de novas máquinas para a construção de moldes para transformação de plásticos, e na implantação de uma fábrica no município de Sorocaba (SP), que já está em fase de construção.


Em se tratando dos equipamentos de usinagem que a empresa planeja adquirir e que serão usados para a fabricação de moldes e de ferramental para corte e conformação de metais, foi informado à imprensa que estes consistirão em máquinas CNC de cinco eixos e de grande porte. O maquinário fará parte de linhas de produção que serão instaladas em uma área de 60.000 metros quadrados.

 

Conforme explicou Diego Gonsales, CEO do grupo GDR Holding, que forneceu informações à Plástico Industrial, um dos objetivos desse projeto é “fazer mais com menos”, usando máquinas mais modernas e produtivas. “Teremos, inclusive, um acabamento feito de forma bem mais rápida em relação ao processo realizado atualmente”, comentou.


Ainda de acordo com informações da companhia, no que tange ao investimento em novas máquinas, foram estabelecidas parcerias com grandes marcas de equipamentos industriais da Alemanha e da Itália. A capacitação profissional dos seus times e o uso de sistemas de climatização de ambientes industriais também fazem parte deste escopo – a ideia é estabelecer temperatura de 24 Cº no ambiente da ferramentaria da futura unidade fabril, visando ao bem-estar dos colaboradores e à produção de peças de alta qualidade.


Marcos Micheleto, CEO da Mold Brasil, também comentou que um dos objetivos da companhia, a partir da compra de novas máquinas, é, “reduzir o tempo de usinagem, passando de quatro horas para 30 minutos para finalizar uma peça. Todas as nossas máquinas serão de cinco eixos”. O executivo também comentou sobre algumas metas: “Estaremos preparados para prestar serviços para o setor de óleo e gás, aeroespacial e de usinagem ultra pesada’’. 


O planejamento da empresa inclui a adoção de sistemas alinhados aos conceitos da Indústria 4.0 nos processos produtivos a serem realizados na planta do interior de São Paulo. Isso inclui, por exemplo, o uso de recursos para o monitoramento remoto de processos produtivos. A conclusão da nova fábrica e o início das operações estão previstos para o primeiro semestre de 2026.


 

Imagem: Javier Ibáñez Alonso, Pixabay.

 

Leia também

 

Revestimento melhora a desmoldagem de peças plásticas com alto brilho

 

Aumentar a produção de embalagens sopradas está nos planos da GTEX

 

#MoldBrasilFerramentaria #NovaFábrica #PlásticoIndustrial



Mais Notícias PI



Fabricante de embalagens se prepara para possível nova seca em Manaus

Antevendo desafios logísticos, a Extrusa Pack vai estocar matéria-prima em suas unidades na região Sudeste e é parceira na implantação de um posto de distribuição no AM.

23/07/2024


Centro técnico da Engel passa a ser equipado com injetora de alta capacidade

A fabricante austríaca de injetoras ampliou o seu centro técnico com a instalação de uma injetora de 55.000 kN de força de fechamento, desenvolvida com foco nas necessidades da indústria automobilística.

23/07/2024


Kiefel desenvolve termoformadora mais produtiva

Novo modelo da fabricante alemã é mais rápido e pode produzir copos altos, de até 250 mm.

23/07/2024