O uso do metaverso industrial, espécie de realidade virtual, é das mais recentes tendências relacionadas à aplicação das tecnologias digitais que podem fazer parte da realidade produtiva de empresas fabricantes de produtos plásticos e recicladoras, entre tantas outras. As aplicações da tecnologia podem estar relacionadas a treinamento, melhoria das rotinas produtivas e até aumento do retorno em investimentos.

 

Um exemplo do uso desse recurso so é o caso da SMARTPUR, empresa especialista em tecnologias de poliuretanos (PU) do Grupo MCassab, que lançou a primeira fábrica de poliuretano (PU) do metaverso, destinada a testes, treinamentos e fabricação de produtos a partir dessa matéria-prima.

 

O espaço virtual apresenta a estrutura da nova planta e seu complexo logístico, recentemente inaugurados na unidade da empresa em Jarinu (SP), com equipamentos de ponta e processos automatizados, capazes de quadruplicar a capacidade de produção da empresa.

“Com a inauguração da nova estrutura que já está em plena operação, além da capacidade e qualidade da produção, o volume de armazenamento de produtos e matérias-primas também cresceu. Com o metaverso, será possível realizar muito mais visitas, testes monitorados e treinamentos com a agilidade e dinamismo inerentes ao mercado de poliuretanos”, comemorou Alysson Padovani, head da SMARTPUR.

 

 

Os benefícios do metaverso

 

Com o uso do metaverso, não é necessário estar nas instalações da empresa para interagir com as rotinas produtivas. É possível acessar a plataforma de qualquer lugar do mundo para a obtenção de detalhes sobre os equipamentos, utilizando ferramentas de videoconferência, ou acompanhar uma operação que está sendo simulada dentro do metaverso, como é o caso dos treinamentos de capacitação, que a empresa começará a ministrar pela plataforma. Trata-se de uma imersão à distância, mas com riqueza de detalhes, como aconteceria presencialmente.

 

Para os clientes, de acordo com comunicado da empresa, o metaverso é uma oportunidade de ter o primeiro contato com essa tecnologia. Além dos treinamentos técnicos, a plataforma também permite realizar testes, simulação e fabricação de produtos. No laboratório, é possível fazer a formulação do material que irá compor um travesseiro, por exemplo. Outra facilidade que o metaverso oferece é a simulação da interação com as máquinas, o que não seria possível presencialmente.


 

Foto: SMARTPUR




 

Leia também:

 

Relatório aponta os rumos da manufatura inteligente nos próximos anos

 

Empresas do setor de injeção querem investir em tecnologia e parcerias



 

#smartpu #metaversoindustrial



Mais Notícias PI



Evento sobre materiais plásticos acontece em SP

Palestras técnicas sobre plásticos de engenharia e compostos termoplásticos serão realizadas na Feiplar & Feipur.

16/07/2024


Embalagens de transporte serão temas de curso on-line

O Instituto de Embalagens está promovendo um treinamento sobre embalagens de transporte, que segue com inscrições abertas.

16/07/2024


Quadro de bicicleta de plástico reciclado é lançado na Alemanha

A Igus e a Advanced Bikes desenvolveram um quadro de bicicleta fabricado por injeção. Ele é feito em uma peça única, sem soldas, e é composto por plásticos de alto desempenho reciclados e fibras de carbono.

16/07/2024