Um projeto envolvendo pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), o Senai Cimatec e o Departamento de Ciência da Computação (DCC) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) levou ao desenvolvimento do nanoscópio “Na@Mo”.

Novo nanoscópio para análise de moléculas de plásticos

 

Trata-se de um equipamento que é capaz de ampliar com alta resolução a imagem de moléculas e átomos que compõem a estrutura de plásticos e outros materiais em escala nanométrica, por exemplo. Sua configuração lhe permite gerar imagens de áreas que medem milionésimos de milímetro – para se ter uma ideia, 1 nanômetro equivale a um bilionésimo de metro.

 

 

Além disso, o nanoscópio conta com uma antena que faz a transmissão/conversão de imagens para um software, que em um primeiro momento realiza análises automaticamente e em seguida armazena os arquivos correspondentes às imagens capturadas.

 

Um dos fatores que incentivaram essa iniciativa é a demanda de equipamentos ópticos que proporcionem a inspeção de propriedades de nanomateriais poliméricos, como é o caso do grafeno, cuja pesquisa e desenvolvimento estão cada vez mais presentes no dia a dia da indústria de manufatura e de sua cadeia produtiva.

 

Em comunicado à imprensa, os pesquisadores que participam desse trabalho disseram que a tecnologia proporcionará vantagens em relação aos instrumentos ópticos tradicionais, e que ela poderá ser útil em diversas operações laboratoriais/industriais.

 

O projeto tem o apoio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), ao passo que a criação do software de análise ficou a cargo do DCC e o desenvolvimento do hardware do nanoscópio foi um trabalho encabeçado pelo Senai Cimatec.

 

Mais informações podem ser obtidas aqui e também em nossos guias, dentre os quais está o de equipamentos de digitalização óptica 3D para operações no ramo de plásticos.

 

 

 

Imagem: Pixabay

 

 

Conteúdo relacionado:

Nova fábrica de drones usará plásticos e compósitos

Parceria vai desenvolver e comercializar grafeno no Brasil

 

 

#Embrapii #UFMG #SenaiCimatec #Nanoscópio #Plásticos



 



Mais Notícias PI



Financiamento para projetos com uso de grafeno

Instituições financeiras darão apoio a projetos de pesquisa envolvendo a aplicação de grafeno com viabilidade aprovada pelo UCSGraphene, da Universidade de Caxias do Sul.

14/10/2021


Grafeno estará em discussão no início de novembro

Evento online vai tratar das aplicações do material em diferentes setores da indústria. Leitores da Plástico Industrial terão desconto em sua inscrição.

14/10/2021


Masterbatch com nanotubos de carbono disponível no mercado brasileiro

Teores variados do nanomaterial podem conferir características como dissipação eletrostática a peças moldadas com as formulações.

14/10/2021