A Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou o “Mapa Estratégico da Indústria 2023-2032”, a quarta edição do documento que trata de diretrizes para a indústria no que diz respeito ao alinhamento de operações realizadas em parques fabris com os conceitos de sustentabilidade, além de outros tópicos.

 

No documento são abordados fatores que estão relacionados ao ambiente econômico e ao ambiente de negócios como fatores-chave para a competitividade, tendo também a educação, o desenvolvimento humano, inclusão, a capacitação profissional, a equidade de gênero nas empresas, o que abrange a intensificação de lideranças femininas, e a preservação de recursos naturais como temas.

 

No que tange à competitividade, o guia abrange diretrizes para a eficiência energética em plantas fabris, o desenvolvimento produtivo, o estabelecimento de infraestrutura, governança corporativa e pública, segurança jurídica e integração de departamentos e setores, o que inclui a formação de parcerias em âmbito global. 

 

A respeito dos temas abordados na nova edição do documento, Robson Braga de Andrade, presidente da CNI, comentou: “Temos importantes desafios para os próximos anos que incluem o que podemos fazer dentro das empresas para o aumento da produtividade e da inovação, além da agenda de Estado, como a reforma tributária e o imperativo da descarbonização, que impulsiona a corrida pelo domínio das rotas tecnológicas verdes. Somado a isso, há o cenário externo, com o acirramento de conflitos geopolíticos, que acelera movimentos de reorganização de cadeias globais de valor. Temos muito trabalho pela frente”.

 

As diversas metas registradas no documento também estão ligadas à economia circular, sustentabilidade, relações no trabalho, saúde e segurança, acesso à cultura, desenvolvimento de tecnologias, inovação, Indústria 4.0, valor agregado, uso de energia proveniente de fontes renováveis e redução da pegada de carbono, entre outros.

 

Nesta página podem ser obtidas mais informações.

 

Imagem: captura de tela do site da CNI.

 

Leia também:

 

Aços TWIP/TRIP são tendência na indústria automotiva

 

Messer inaugura segunda unidade no Brasil

 

Automóveis: mercado interno melhora e compensa perdas nas exportações

 

#CNI #MapaEstratégicodaIndústria #CorteeConformaçãodeMetais



Mais Notícias CCM



Nova unidade da Igus vai promover a automação de baixo custo

Um centro de automação foi inaugurado pela empresa alemã em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

11/07/2024


Lecar não vai mais produzir automóveis elétricos. Agora, só híbridos.

Empresa brasileira vai redirecionar esforços antes dedicados à fabricação de carros elétricos para o desenvolvimento de veículos híbridos flex, com sistema de tração elétrico.

01/07/2024


BMW inaugura estamparia de última geração para produzir carros elétricos

Estamparia com equipamentos de última geração foi inaugurada na unidade norte-americana da montadora alemã, criando mais de 200 novos empregos em áreas técnicas e operacionais.

01/07/2024