Estabelecida em uma área de mais de 10 mil metros quadrados em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (PR), a FirstLab, fabricante brasileira de produtos para análises clínicas (fases pré análítica e analítica) e laboratoriais, está produzindo diariamente mais de 1,4 milhão de produtos plásticos utilizados na área da saúde. Apenas no primeiro trimestre deste ano, a empresa já registrou um aumento de mais de 8% na venda dos itens de fabricação própria, comparado ao mesmo período do ano anterior. Em um ano, a produção cresceu 22%.

 

Os bons números são resultado de investimentos em equipamentos com tecnologia de ponta, que levaram à ampliação da linha de produtos de fabricação própria. “São cerca de 20 itens dos quais derivam muitos outros produtos. Por exemplo, temos o coletor universal, porém existe a versão estéril e não estéril, para urina e para fezes, a granel e individual, que são fornecidos para laboratórios de todo o Brasil”, explica o gerente de produção da FirstLab, Bruno de Oliveira.

 

A empresa possui hoje sete máquinas, entre injetoras e sopradoras, e reaproveita quase 100% das sobras de materiais, reutilizando-as na fabricação de novos produtos. “Investir em novas tecnologias tem sido um diferencial para a melhoria constante do negócio. Hoje estamos investindo fortemente buscando três pilares: performance, aumento de qualidade do produto e sustentabilidade”, destacou Bruno.

 

Os produtos fabricados pela First Lab se destinam às fases pré-analítica (que antecede o exame, até a coleta) e analítica (operações realizadas durante a análise), além de equipamentos, permitindo que a prática laboratorial fique mais segura e preparada para exames e diagnósticos com precisão.


Alguns equipamentos também fazem parte da linha de produtos da FirstLab, como agitadores em carrossel, centrífugas, analisadores de urina, microplaca, câmara de contagem e racks para ponteiras, os quais são importados para a planta de São José dos Pinhais e ficam à disposição para venda.



 

Fotos: Priscilla Fiedler/First Lab



 



 

Você pode se interessar também por:

 

Grupo Multi investe em injetoras e sistemas digitais industriais

 

IoT no controle da produção de embalagens do Grupo Boticário



 

#FirstLab

 



Mais Notícias PI



Injetora híbrida com força de 1.800 kN

Arburg vai expor injetora híbrida e com menor consumo de energia.

23/07/2024


Fabricante de embalagens se prepara para possível nova seca em Manaus

Antevendo desafios logísticos, a Extrusa Pack vai estocar matéria-prima em suas unidades na região Sudeste e é parceira na implantação de um posto de distribuição no AM.

23/07/2024


Centro técnico da Engel passa a ser equipado com injetora de alta capacidade

A fabricante austríaca de injetoras ampliou o seu centro técnico com a instalação de uma injetora de 55.000 kN de força de fechamento, desenvolvida com foco nas necessidades da indústria automobilística.

23/07/2024