O Grupo Boticário (São José dos Pinhais, PR) anunciou ter implementado nos seus processos de produção de embalagens uma solução de Internet industrial das Coisas (iIoT) que já está executando a análise estratégica de dados, desde o desenvolvimento de produtos, passando pela fabricação, até a chegada ao mercado.

 

A companhia adquiriu o sistema de gerenciamento operacional eMoldino, que incorpora conceitos de indústria 4.0 para o setor de plásticos, beneficiando os processos de fabricação de embalagens com o uso de recursos de aprendizagem de máquina (machine learning).

 

O dispositivo leva o mesmo nome da fabricante sul-coreana que o desenvolveu, e que tem representação comercial em São Paulo (SP). Instalado nos moldes de injeção de peças plásticas das embalagens dos produtos do Grupo Boticário, ele permite o monitoramento em tempo real da produção.

 

O funcionamento do sistema consiste na instalação de um sensor IoT nos moldes para captação dos dados de produção, que são transmitidos para o servidor da empresa. Criptografados, eles registram informações como tempo de ciclo, temperatura e pressão de trabalho, assim como a rastreabilidade das peças. Os dados armazenados são então processados por meio do software original da empresa, que fornece relatórios personalizados.

 

A tecnologia é utilizada no Grupo Boticário de forma estratégica, tendo em vista melhorar a produtividade e a eficiência dos processos de produção de embalagens. Inicialmente implantado em linhas de injeção, poderá ser adaptado também para os moldes de sopro, estendendo o mecanismo de controle a outras operações produtivas.

 

A companhia possui cerca de 400 moldes próprios e exclusivos que passam por revezamento em escala de produção conforme a demanda, dando forma a frascos, tampas e demais itens de embalagens em materiais como polietileno (PE), polipropileno (PP) e poli(tereftalado de etileno) (PET). O eMoldino permite, além do rastreamento da produtividade dos moldes, o envio de alertas de manutenção preventiva e programação da produção em função de aspectos como a sazonalidade.


 

Imagens: eMoldino


 

Leia também:

 

Periféricos conectados tornam processos mais eficientes

 

Inteligência artificial na formulação de compostos



Mais Notícias PI



Automação de baixo custo é o foco da nova unidade da Igus no Brasil

A empresa alemã inaugurou um centro de automação em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

05/07/2024


Empresas de extrusão buscam atualização tecnológica

Ênfase no atendimento ao setor de embalagens e interesse por tecnologias habilitadoras da indústria 4.0 são tendências entre as empresas que processam materiais plásticos usando o processo de extrusão.

01/07/2024


Máquina para soldagem a laser de plásticos é lançamento da Emerson

Equipamento proporciona soldagem livre de vibrações e é indicado para a união de peças plásticas com formato complexo para a área médico-hospitalar, indústria automotiva e de eletrodomésticos, entre outras.

04/06/2024