A Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas Plásticas e Afins (Adirplast) constatou que entre os meses de março e abril deste ano houve uma queda de cerca de 43% nas vendas de PE, PP e PS de empresas que fazem parte do seu grupo de associados.

 

Adirplast prevê melhora de vendas de resinas no segundo semestre de 2020

 

Isso foi observado a partir de uma pesquisa feita pela entidade que também demonstrou que o volume de vendas de plásticos de engenharia em abril último, que somou 1.072 toneladas, teve queda de 58,4% em relação ao mês anterior, ao passo que o consumo de matéria-prima para a fabricação filmes biorientados diminuiu 28,9% no mesmo período. Além disso, o levantamento apontou um déficit de 2,5% nas vendas de resinas das companhias associadas à entidade quando foi comparado o volume total comercializado por elas no primeiro quadrimestre de 2020 com o referente a 2019.

 

Tendo em vista esses acontecimentos, as empresas que participaram do levantamento relataram que estão tomando medidas para enfrentar da melhor maneira possível as dificuldades previstas para o próximo semestre. Nos últimos dois meses elas direcionaram o foco de suas atividades para suprir a demanda de equipamentos de proteção individual e de itens variados requisitados por profissionais da área da saúde que estão na linha de frente no combate à Covid-19 como, por exemplo, máscaras, peças para ventiladores pulmonares, frascos para produtos desinfectantes, embalagens descartáveis, sacos para lixo hospitalar, seringas, entre outros.

 

Estamos estudando com cautela a médio prazo, fechamos abril com 60% das vendas, maio deve ficar 45% e estamos prevendo uma pequena retomada para junho, em torno de 70%. Apesar da situação, acredito que vamos passar pela pandemia bem. Mesmo assim, sabemos que o mercado não voltará a 100% tão breve e estamos trabalhando com cenário de recessão para 2021”, disse Jane Campos, gerente da subsidiária brasileira da Radici, com sede na Itália. Já no segmento de plásticos de engenharia, a Master Polymers planeja investir no desenvolvimento de materiais. “Além do fornecimento regular de polissulfonas, há uma movimentação no sentido de apresentar aos clientes os novos materiais que vêm sendo desenvolvidos por nossos fornecedores”, afirmou Joel Pereira de Araújo, executivo da companhia.

 

Para Laercio Gonçalves, presidente da Adirplast, a união da cadeia do plástico será fundamental no enfrentamento das dificuldades que se vislumbram neste cenário. “Precisamos estar unidos com todo o segmento do plástico e prontos para enfrentar a crise que será forte, mas passageira”, concluiu.

 

Foto: Shutterstock

 

Conteúdo relacionado:

Transformadores de plásticos se alinham para combater a Covid-19 no Espírito Santo

Cartilha para retomada das atividades pós-quarentena

 

#Adirplast #Radici #Masterpolymers #Resinastermoplasticas #Covid-19



Mais Notícias PI



Termoplásticos antivirais feitos no Brasil

Polímeros capazes de dificultar a ação de vírus foram desenvolvidos por uma empresa brasileira e passaram a ser usados na fabricação de solas de calçados. Os materiais receberam certificação internacional e são indicados à confecção de outros produtos.

10/07/2020


Monociclos elétricos, uma oportunidade para fabricantes de peças plásticas

O uso de veículos elétricos para transporte individual é uma maneira de evitar aglomerações de pessoas e inibir a disseminação do novo coronavírus. Projetos de veículos desse tipo incluem o uso de peças plásticas, o que lhes permite ser leves, resistentes e ter boa autonomia.

09/07/2020


inpEV disponibiliza relatório de sustentabilidade gratuitamente

Estudo traz informações atualizadas sobre iniciativas nos ramos de logística reversa e reciclagem de embalagens e tampas plásticas. Aborda também ações que visam à conscientização acerca da higienização e descarte corretos de produtos pós-uso.

01/07/2020