O Instituto BVRio, que integra o Circular Action Hub, ou Centro de Ação Circular, firmou uma parceria com a Fundación Chile e a WRAP (Waste and Resource Action Programme, ou Programa de Ação voltado para Resíduos e Recursos), com sede no Reino Unido, formando um novo consórcio para realizar avaliações e ações de circularidade envolvendo a reciclagem de materiais plásticos em três países da América do Sul: Brasil, Chile e Peru.

O projeto é financiado pela equipe de Manufatura, Agronegócio, Serviços e Infraestrutura da International Finance Corporation, que visa apoiar a indústria na tomada de decisões relacionadas a investimentos em reciclagem de plásticos e capacidade de reprocessamento. A equipe também avaliará ferramentas e mecanismos para engajar os mercados e promover melhorias nas certificações, rastreabilidade e legislação.

Com o desenvolvimento de um conjunto de ações prioritárias, o objetivo do projeto é aumentar os índices de reciclagem e reaproveitamento do plástico e promover a economia circular em sua cadeia de produção.


 

O que é o Centro de Ação Circular

O Circular Action Hub, ou Centro de Ação Circular, é uma plataforma que conecta projetos e atividades de gestão de resíduos locais com empresas e investidores dispostos a apoiar, acelerar e fortalecer a economia circular de forma mais eficaz e socialmente responsável.

Por meio de seu mecanismo de créditos circulares, possibilita aos interessados realizar pagamentos ou receber pelo desempenho em ações circulares, ampliando sua responsabilidade de contribuir com os serviços ambientais de valorização e destinação adequada de resíduos.


 

Como se inscrever

 

Empresas ou grupos interessados podem inscrever seus projetos voltados para a reciclagem de plásticos aqui, diretamente no site da Circular Action Hub.

Os projetos inscritos são avaliados para que lhes seja atribuído um valor e também estabelecidos os valores para os créditos que ele gerará para as empresas que escolherem patrociná-lo. Feito isso, ele fica disponível no site da Circular Action para a captação de recursos de forma global.

Um dos exemplos aprovados recentemente é a Atlimarjom, uma associação de catadores no Estado de Minas Gerais, que propôs ajudar a desenvolver de forma equitativa as demais associações de catadores de uma rede situada naquele Estado. A organização procura captar recursos para obter equipamentos como prensas, balanças, correias transportadoras e elevadores de carga, além de EPI’s como luvas, botas, óculos de segurança e máscaras, para que o gerenciamento dos resíduos ocorra de forma segura e adequada.

Outro exemplo é o projeto de remoção de resíduos da Baía de Guanabara (Rio de Janeiro, RJ) por pescadores. Aprovado em 15 de março, ele está detalhado neste link.



Foto: BV Rio
 

Conteúdo relacionado:

Rastreamento do mercado de resinas recicladas

Protetor solar com embalagem de PET recuperado de praias


 

#BVRio #Economiacircular #plasticocircular #plasticosustentavel



Mais Notícias PI



Máquinas de autoatendimento incentivam a reciclagem de embalagens

Mais dez unidades da chamada Retorna Machine são instaladas em pontos da cidade de São Paulo, pela Ambev e Triciclo-Ambipar, que incentiva a troca de embalagens pós-consumo por serviços e créditos.

19/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022


Empresa supera sua meta de uso de material reciclado

A SC Johnson superou sua meta de uso de 15% de plástico reciclado em suas embalagens quatro anos antes do previsto e, agora, quase dobra a aposta para usar 25% até 2025.

12/01/2022