Resinas recicladas


Preços competitivos em relação ao material virgem e a possibilidade de melhoria da qualidade do reciclado por meio de descontaminação e aditivação estão fazendo com que os plásticos reciclados se tornem uma alternativa para a fabricação de diversos produtos. Este guia relaciona empresas que atuam como recicladoras de material plástico, ofertando-o ao mercado na forma de grânulos, flakes ou micronizado.




Um levantamento realizado com as empresas listadas a seguir apontou que 64,80% do volume de resinas recicladas comercializadas por elas são provenientes de sobras de processos industriais como aparas e borras, enquanto 35,20% são originados a partir do reaproveitamento de produtos pós-consumo.

Em se tratando dos materiais pós-consumo usados para produzir as resinas, 38,82% deles são fornecidos por empresas de triagem e pré-processamento, 25,88% o são por cooperativas de catadores, 15,29% são obtidos por meio de sistemas próprios de coleta de material e 11,76% são adquiridos a partir de programas de coleta realizados em parceria com estabelecimentos comerciais. Além disso, 4,71% do total de material descartado usado pelas entrevistadas provêm de organizações não-governamentais (ONGs) e 2,36% de frentes de trabalho organizadas pelo poder público, enquanto 1,18% são conseguidos com a colaboração de supermercados e gestores ambientais.

No que diz respeito ao impacto negativo causado pela pandemia da Covid-19 no ramo de resinas recicladas, as companhias participantes afirmaram que o afastamento de seus colaboradores foi o problema que mais afetou as suas atividades – o índice médio de capacidade ociosa delas este ano, até agora, beira os 43,38%, superando o índice observado por elas de janeiro a dezembro de 2019, que foi de 24,06% –, ranking que tem em segundo lugar a escassez de materiais pós-consumo e em terceiro, logicamente, a dificuldade em obter esses materiais devido à destinação direta deles aos aterros. Ou seja, o fato de as pessoas estarem consumindo mais produtos em casa não aumentou a disponibilidade de materiais plásticos recicláveis pós-consumo, ao menos até o encerramento desta pesquisa. O receio dos catadores em relação à possibilidade de contaminação é outro fator que prejudicou a oferta de materiais para reciclar.

Perguntadas sobre o uso de equipamentos de descontaminação de resinas recicladas para torná-las adequadas ao uso para contato com alimentos, 26,78% das entrevistadas afirmaram que já fazem uso desse tipo de tecnologia, enquanto as demais disseram que pretendem adquiri-los no próximo ano.







Compartilhe:


resina reciclada, plastico reciclado, fabricante, importador, resina commoditie, plastico engenharia, aditivo, granulo, 
flakes, micronizada, injeção, extrusão, sopro, rotomoldagem, termoformagem, pe, pebd, pebdl, pemd, pead, pp, ps, pvc, pet, abs, san, peuapm, pbt, pa, pom, pc, psf, ppo, pvdf, ptfe, pi, peek, pps, psai, pu, poliester, blenda, polietileno, polipropileno, poliestireno, poliamida, nailon, nylon, policarbonato, poliuretano, textil, automotivo, utilidade domestica, embalagem alimento, sem contato direto, embalagem não-alimento, vaso, saco, sacola, laminado, chapa, fita arquear, brinquedo, filamento impressão 3d


Voltar