A Oxipira (Piracicaba, SP) está implantando em seus equipamentos de corte de metais um sistema de monitoramento que permite acompanhar de forma remota todas as operações executadas nas máquinas. A solução é composta por um software de propriedade da Oxipira alimentado com dados de sensores instalados nas máquinas para captação dos dados de processo. A forma como eles são manipulados resulta na otimização das tarefas e no aumento da produtividade.

 

Julio Banov Junior, diretor presidente da Oxipira, informou que a opção pelo desenvolvimento se baseou em três pilares: tornar acessível a todos os clientes os recursos que são típicos do ambiente da indústria 4.0; criar um diferencial competitivo para os seus produtos e incorporar tecnologias avançadas que tornassem possível o uso, por parte dos clientes, de recursos do Programa InovaCred 4.0, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), uma modalidade de financiamento subsidiado e a juros reduzidos que privilegia investimentos em tecnologia na indústria.

 

Com base nos problemas mais recorrentes nas operações de corte de metais, foram desenvolvidos sensores para captar informações de processo que permitem mapear fatores como consumo de insumos, paradas, panes e tempo ocioso dos equipamentos, adequando-os a padrões de desempenho que caracterizam a maior produtividade.

 

As informações são transmitidas ao sistema a cada 2 minutos, constituindo uma grande massa de dados (big data) que é analisada para que se defina o melhor plano de ação e as medidas a serem tomadas para obter melhor desempenho com base no indicador universal de eficiência geral do equipamento (OEE, de overall equipment effectiveness). De acordo com Julio Banov, para processos contínuos é possível alcançar índices de eficiência de 95%, e de 85% para processos não-contínuos. “Trata-se de um sistema de gestão da informação. As soluções para os problemas apontados podem ser várias”, afirmou.

 

O sistema de monitoramento está disponível para os equipamentos de oxicorte, corte a laser (foto) e corte a plasma da empresa, e em breve deverá ser oferecido como um pacote de serviços para todos os usuários das cerca de 800 máquinas da Oxipira em operação no País, que poderão modernizar equipamentos com a sua implantação.

 

O desenvolvimento é resultado de uma parceria de cinco anos com a I-Sensi (São Paulo, SP), que usou uma linha de crédito oferecida pela Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

 

 

 _______________________________________________________________________________________

Assine a CCM Online, a newsletter quinzenal da Corte e Conformação de Metais, e receba informações sobre mercado e tecnologia para a indústria metalmecânica. Inscreva-se aqui.

________________________________________________________________________________________



 

Imagem: Oxipira

 

 

 

Leia também:

 

Alerta e dados em tempo real. Dispositivo de segurança chega ao mercado.

 

Plataforma integra laser e arco elétrico no trabalho com peças de grande porte

 

#Oxipira



Mais Notícias CCM



TopSolid tem novo módulo para estruturas metálicas

A desenvolvedora de origem francesa que oferece sistemas CAD, CAE, CAM e PDM criou um módulo que integra projeto e fabricação de estruturas metálicas.

05/06/2024


Filmes para proteção de aço inox têm novas formulações

Desenvolvimento interno de formulações associado ao retrofitting de máquinas garantem a qualidade dos filmes flexíveis voltados para a proteção de chapas de aço inoxidável.

27/05/2024


Monitoramento da produção acessível para pequenas e médias empresas

A I-Sensi criou um sistema de monitoramento a partir de dados do chão de fábrica acessível para pequenas e médias empresas.

17/05/2024