Adalberto Rezende, da redação.

 

 

Qual tocha de soldagem devo usar nos processos produtivos da minha empresa? Essa é uma dúvida recorrente no dia a dia de companhias do setor metalmecânico e, inclusive, de empresas que realizam trabalhos sob encomenda, conforme comentou Jeferson Godinho, especialista em segmento da unidade Perfect Welding da Fronius do Brasil, que concedeu entrevista à Corte e Conformação de Metais.

 

Analisar as características técnicas da tocha e o tipo de aplicação é o primeiro passo. Na opinião do entrevistado, quando o assunto é otimização de processos de soldagem, a recomendação é que no momento da escolha da tocha o usuário atente para qual modelo atenderá melhor às suas necessidades como, por exemplo, se a tocha é refrigerada a água ou a gás, um tipo de característica que faz toda a diferença no chão de fábrica. Ele explicou: “Para trabalhos de soldagem que envolvem alto ciclo é recomendado o uso de tochas refrigeradas a água, já que o uso de tochas refrigeradas a gás, em casos como este, pode levar à ocorrência de danos ao equipamento”.

 

Ainda no que tange ao uso de tochas com diferentes sistemas de refrigeração, Jeferson comentou que um fator que deve ser levado em consideração é que “os sistemas de refrigeração a gás levam à redução da vida útil dos consumíveis”, o que, nas palavras dele, “impacta diretamente nos custos dos processos produtivos”. Sobre este assunto, o especialista comentou que há disponíveis para comercialização diferentes tipos de consumíveis revestidos por películas de cobre, uma característica importante a ser considerada quando a questão é “proteção contra as intempéries típicas do chão de fábrica”, completou.

 

Atenção ao design e peso da tocha

 

Outro fator que deve ser levado em conta é o design e o peso da tocha a ser utilizada. A análise dessas características é muito importante, pois, conforme exemplificou o entrevistado, “o profissional de soldagem pode se deparar com trabalhos que requeiram a soldagem em áreas de difícil acesso como, por exemplo, na parte interna de tubos metálicos, ou na parte de baixo de peças suspensas. Ou seja, o soldador terá de se adaptar ao design e ao peso do equipamento para que a operação ocorra da melhor forma”.

 

E sobre a adaptação ao design e ao peso da tocha, até o controle da respiração influencia no trabalho, já que, segundo Jeferson, respirar de forma incorreta pode levar à oscilação das mãos. “Eu preciso respirar de maneira correta se eu quiser produzir um bom cordão de solda, principalmente se for o caso de operações críticas como soldagem subaquática, e/ou em locais que limitam a movimentação das mãos”, explicou.   

 

Como conservar o equipamento

 

Boas práticas de conservação das tochas também foram recomendadas por Jeferson, como manter o equipamento sempre limpo: “Pode ocorrer de no momento da aplicação do produto anti respingo na tocha o operador coloque a pasta protetora, um tipo de produto muito usado na indústria metalmecânica, em excesso. Com o tempo, a pasta acumulada vai causar danos à tocha”.

 

Ele concluiu com alguns exemplos: “Isso pode prejudicar a passagem do arame e a saída do gás na tocha, e ainda, provavelmente, isso vai prejudicar a qualidade do cordão de solda a ser confeccionado que pode apresentar porosidade, o que afeta a sua resistência mecânica”.

 

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail godinho.jeferson@fronius.com.

 

 

Imagem: Fronius/Divulgação.


 

Mais conteúdo:

 

Soldagem MIG/MAG de chapas de aço ARBL com uso de delineamento Box-Behnken

 

Análise de falha em juntas soldadas de alumínio submetidas a colisões

 

#Fronius #CorteConformaçãoMetais #Soldagem



Mais Notícias CCM



Nova unidade da Igus vai promover a automação de baixo custo

Um centro de automação foi inaugurado pela empresa alemã em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

11/07/2024


Lecar não vai mais produzir automóveis elétricos. Agora, só híbridos.

Empresa brasileira vai redirecionar esforços antes dedicados à fabricação de carros elétricos para o desenvolvimento de veículos híbridos flex, com sistema de tração elétrico.

01/07/2024


BMW inaugura estamparia de última geração para produzir carros elétricos

Estamparia com equipamentos de última geração foi inaugurada na unidade norte-americana da montadora alemã, criando mais de 200 novos empregos em áreas técnicas e operacionais.

01/07/2024