A norte-americana SigmaNEST, que tem unidade brasileira em Campinas (SP), anunciou o lançamento da versão 23 de seu conjunto de software. O novo pacote principal SigmaNEST oferece novas estratégias de aproveitamento de chapas metálicas que otimizam o processamento de peças e a eficiência do fluxo de trabalho. Além disso, três novas aplicações do módulo “Fábrica conectada” complementam o gerenciamento do chão de fábrica.

 

A versão 23 combina estratégias para impulsionar o fluxo de trabalho envolvendo operações de corte, montagem e tarefas secundárias, a exemplo da integração do sistema CAD/CAM ao controle de produção (foto). A função “melhor chapa com agrupamento misto”, por exemplo, mantém próximas as peças a serem feitas com materiais similares, para usuários que programam vários dias de trabalho ao mesmo tempo, ou para aqueles que carregam as chapas manualmente. Além disso, uma função de matriz aprimorada permite aos usuários arrastar dinamicamente as matrizes de peças para a quantidade necessária de kits, montagens ou configuração de peças fixas.

 

Atualizações de detecção de colisão incluem a capacidade de manter a tolerância especificada e evitar aproveitamento dentro de áreas de entalhes destruídos, e ainda extabelecem limites de colisão independentes por ferramenta, rotação de peças baseada no ferramental e aproveitamento de linhas de corte comuns.

 

O novo recurso “relaxar arranjo” permite espalhar as peças de forma mais uniforme na chapa para criar um esqueleto mais forte, reduzindo o risco de inclinação e distorção das peças por excesso de calor.

 

Também foram feitos aprimoramentos baseados na experiência do usuário, em termos de otimização do fluxo de trabalho, tais como remoção de operações de pré-perfuração, seleção do lado de corte de retalho, aplicação de preferências de corte de sucata ou aplicação de padrões comprovados da empresa.

 

Outras novas funcionalidades do sistema incluem o SigmaTUBE para Solidworks (foto ao lado), que oferece uma melhor interface de usuário com ícones maiores e mais claros, sistema de relatórios de fácil utilização e a adição do recurso de “autodestruição automática” para eliminar o demorado trabalho manual. A opção de agrupamento em zona morta agora abrange perfis de seção aberta e arranjos de peça única, aumentando significativamente o rendimento do material ao usar áreas previamente sucateadas da chapa.

 

Mais recursos do sistema poderão ser conferidos no estande da SigmaNest/Sigmatek na Expomafe, que acontece de 6 a 13 de maio, no São Paulo Expo (SP).



 

Fotos: SigmaNest



 



 

Leia também:


 

Software de simulação para soldagem tem novos recursos


 

Consórcio a favor da digitalização da indústria



 

 



Mais Notícias CCM



Nova unidade da Igus vai promover a automação de baixo custo

Um centro de automação foi inaugurado pela empresa alemã em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

11/07/2024


Plataforma digital da Trumpf abrange todas as etapas da fabricação a partir de chapas

Sistema de monitoramento da Trumpf contempla desde o desempenho de máquinas até a gestão de materiais no chão de fábrica.

20/06/2024


Programa para inovação da indústria seguirá com inscrições

SENAI vai receber propostas de projetos para inovação na indústria a partir de um programa de financiamento, do qual podem participar empresas de pequeno, médio e grande porte.

14/06/2024