O aumento do uso de aços na fabricação de estruturas para a área de geração de energia fotovoltaica é um tópico de pesquisas divulgadas recentemente. Esse ramo, junto com outros como o de construção civil e de fabricação de torres para transmissão de energia elétrica, por exemplo, foi apontado como um dos principais consumidores de aços no último estudo “Cenário dos fabricantes de estruturas em aço”, executado em parceria pelo Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) e a Associação Brasileira da Construção Metálica (Abcem).

Novas estruturas e suportes metálicos para painéis fotovoltaicos são fabricados no Brasil

 

Essa informação pode ser um sinal positivo para as áreas de corte, conformação, soldagem e revestimento de metais, tendo em vista que esses tipos de materiais podem ser utilizados na construção de suportes para painéis fotovoltaicos, na fabricação de dispositivos que permitam a regulagem da inclinação deles, entre outros. Além disso, as peças que formam os conjuntos precisam ser unidas por soldagem e/ou aparafusamento, e geralmente também necessitam de revestimento para proteção contra a ação de intempéries.

 

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) também divulgou dados positivos sobre o setor fotovoltaico, que foram obtidos em uma pesquisa na qual são apontadas como fontes a própria entidade e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Um dos tópicos deste levantamento foi denominado como “Evolução da fonte solar fotovoltaica no Brasil”, do qual constam as seguintes informações: a geração de energia fotovoltaica distribuída está em ascensão desde o ano de 2019, cuja fração em percentual era de 46%, passando para 60% no ano passado e subindo para 64% em 2021.

 

Outro bom sinal para os consumidores de suportes metálicos projetados para painéis fotovoltaicos é a fabricação de novos modelos em versões flexíveis do tipo seguidor solar (trackers) ou fixos, em território nacional. A Brametal, com unidade fabril em Linhares (ES), lançou recentemente duas linhas de produtos que consistem em estruturas metálicas para fixação ao solo e suportes, todos confeccionados em aço galvanizado. As séries se chamam Bratracker, a qual conta com produtos com estrutura flexível, e Brafix, composta por estruturas fixas do tipo monoposte ou biposte.

 

Os modelos flexíveis são comercializados em versões que permitem a inclinação de painéis em ângulos de -55 a +55 graus, com capacidade máxima para comportar de 124 a 600 unidades, assim como com altura em relação ao solo de 1.500 mm, com painel na posição horizontal. De acordo com informações da empresa, os perfis são fabricados em aço estrutural do tipo ASTM A36, ASTM A572-G50 ou equivalentes. A configuração do conjunto consiste ainda em motor elétrico de corrente contínua, módulo de torção de tubo, sensor de posicionamento e sistema de proteção contra descargas elétricas atmosféricas.

 

Já as versões fixas têm peças fabricadas a partir de perfis metálicos conformados a frio. A altura dessas estruturas é de aproximadamente 2.200 mm e a largura de cerca de 4.000 mm. Elas podem acomodar de 32 a 80 painéis a uma altura mínima de 500 mm em relação ao solo. “As estruturas metálicas são fabricadas em aço galvanizado a fogo, sendo todo o processo fabril realizado em nossa unidade de Linhares”, comentou Maurílio Hidalgo, gerente comercial da Brametal. Segundo ele, no mesmo parque fabril está sendo implantada uma linha de produção dedicada a itens para o ramo de geração de energia fotovoltaica.

 

Marcos Bercht, diretor industrial da companhia, também falou sobre algumas ações que fazem parte do planejamento de expansão da oferta de produtos para o ramo de geração de energia fotovoltaica: “Para incentivar os fornecedores nacionais a se juntar a nós, vamos investir muito na nacionalização de componentes, buscando desenvolver parcerias no País. Essa estratégia será fundamental para a nossa consolidação no mercado solar, pois conseguiremos dar assistência ao cliente no futuro, com credibilidade e segurança”.

 

Mais informações podem ser obtidas no site da empresa. Os guias da revista Corte e Conformação de Metais trazem dados sobre a oferta de equipamentos para o processamento de chapas, tubos e perfis metálicos no Brasil como, por exemplo, máquinas de corte a plasma e células robotizadas para soldagem.

 

Foto: Estrutura metálica projetada para dar suporte a painéis fotovoltaicos que faz parte de uma linha de produtos desenvolvida pela Brametal. Imagem: Brametal.

 

Reportagens similares:

Monitoramento de purga sob medida na soldagem de aço inox

Construção metálica em expansão

 

#Brametal #EstruturasMetálicas #EnergiaFotovoltaica #CorteeConformaçãodeMetais



Mais Notícias CCM



Lecar não vai mais produzir automóveis elétricos. Agora, só híbridos.

Empresa brasileira vai redirecionar esforços antes dedicados à fabricação de carros elétricos para o desenvolvimento de veículos híbridos flex, com sistema de tração elétrico.

01/07/2024


BMW inaugura estamparia de última geração para produzir carros elétricos

Estamparia com equipamentos de última geração foi inaugurada na unidade norte-americana da montadora alemã, criando mais de 200 novos empregos em áreas técnicas e operacionais.

01/07/2024


WEG anuncia investimento de R$ 69,5 milhões em inovação

Com financiamento do BNDES no valor de R$ 58 bilhões, a WEG vai investir na atualização do parque fabril, em cinco frentes de desenvolvimento tecnológico.

01/07/2024