A startup HomeCarbon Energy Solutions (São Paulo, SP) desenvolveu um sistema de monitoramento do consumo de energia elétrica em tempo real que pode ser implantado em linhas de corte e conformação de metais, assim como em espaços fabris voltados para serviços de soldagem e/ou de impressão 3D de metais, por exemplo.

Tecnologia lançada no Brasil permite mensurar o consumo de energia elétrica de fábricas

 

Chamado de “Energia das Coisas” (EdC), o sistema pode ser configurado com sensores industriais, hardware e software cuja função é coletar dados provenientes do chão de fábrica. Trata-se de um projeto que inclui pacote de serviços que consistem em conexão com plataformas online voltadas para o armazenamento de informações e aplicativos que permitem o acesso aos dados e a ferramentas digitais por meio de dispositivos móveis.

 

 

Esse tipo de tecnologia pode ser usado para mensurar o índice de consumo de energia elétrica de equipamentos individuais como prensas, máquinas de dobramento ou corte de chapas, células robotizadas, entre outros. Outra opção é implantá-lo em espaços fabris visando mensurar o aporte de energia elétrica direcionada às operações de linhas de produção. Outra possibilidade é o uso de aplicativos para acionar máquinas ou interromper o seu funcionamento de forma remota.

 

Conforme comentou Rodrigo Ladrega, diretor da empresa, o sistema EdC pode ser configurado conforme a necessidade do cliente, sendo recomendado inclusive para o monitoramento de processos automatizados. “Nosso projeto prevê usos que vão desde instalações de pequeno porte até de grande porte, e dependendo do tipo de aplicação podemos usar diferentes hardwares que capturem e enviem dados à nuvem”, concluiu ele, dizendo ainda que os clientes podem acompanhar o processamento desses dados.

 

As etapas iniciais da implantação do sistema consistem basicamente em: avaliação inicial visando ao entendimento das necessidades da companhia no que diz respeito a soluções de gestão de energia; e avaliação técnica dos pontos a serem monitorados. O passo seguinte é a instalação de equipamentos de medição em conformidade com as características da rede elétrica instalada na unidade fabril.

 

Um vídeo sobre o processo de implantação e configuração de equipamentos que compõem o sistema EdC pode ser visto a seguir.

 

 

Mensurando o consumo na área de metais

 

A Cecil Laminação de Metais implantou o sistema de controle do consumo de energia elétrica EdC recentemente em sua unidade fabril, situada em São Paulo (SP). Segundo Clayton Lambert, gerente de inovação e tecnologia da companhia, os investimentos iniciais consistiram na instalação de sensores de monitoramento e também na contratação de serviços para tratamento de dados provenientes de processos produtivos.

Exemplo de aplicação de sistema IoT de mensuração de energia elétrica em planta do setor de metais

Em comunicado à imprensa, foi informado que a implantação desse aparato é parte de um projeto-piloto que tem como um de seus objetivos a mensuração exata do consumo de energia elétrica da planta industrial da empresa. “Estamos utilizando o EdC em uma área voltada para eletrodeposição e, posteriormente, pretendemos integrá-lo aos nossos processos de conformação de metais. Temos também projetos para medição de vazão, temperatura e pressão de um sistema de refrigeração”, disse Clayton.

 

 

Mais informações sobre os serviços e sua implementação podem ser obtidas no site da HomeCarbon. As novidades tecnológicas do setor de corte e conformação de metais podem ser conferidas em nossa seção Indústria 4.0. Acesse também Tecnologia em conformação e artigos técnicos, as quais trazem informações sobre diversos temas relacionados a essa área. 

 

Imagens: HomeCarbon e Cecil.

 

Reportagens similares:

Parceria resulta no desenvolvimento de robô para inspeção de solda

Centros de competência em hardware darão apoio ao desenvolvimento industrial

 

#HomeCarbonEnergySolutions #CecilLaminaçãodeMetais #EnergiadasCoisas #CCM



Mais Notícias CCM



Analisador portátil identifica ligas metálicas instantaneamente

Novos modelos de analisadores portáteis permitem a identificação de elementos de liga em metais de forma rápida e com recursos de conectividade.

15/07/2024


Conformação rotativa pode tornar viáveis as células a combustível

O Instituto Fraunhofer de Máquinas-Ferramenta e Tecnologia de Conformação (IWU) anunciou o desenvolvimento de um sistema rotativo para estampagem das finíssimas chapas metálicas usadas na montagem de placas bipolares que compõem as células a combustível. A novidade poderá reduzir os custos de produção dessas células, com impacto no mercado da mobilidade elétrica, tendo em vista que elas substituem as baterias.

15/07/2024


Estampagem a quente e recursos digitais serão mostrados pela Schuler na EuroBLECH

Fabricante de prensas vai expor tecnologia para estampagem a quente e união de chapas por temperatura e pressão na feira alemã EuroBLECH de 2024.

15/07/2024