Desenvolver estruturas leves se tornou indispensável nos novos projetos da indústria da mobilidade. A construção mista com metais leves e compostos plásticos com fibra fez com que as ligações adesivas híbridas assumissem mais importância.

 

Diferentes coeficientes de expansão térmica dos materiais, tensões internas e, consequentemente, falhas no adesivo podem ocorrer quando há grandes variações de temperatura, especialmente no caso de junções sujeitas a grandes esforços mecânicos. E isso nem sempre pode ser remediado apenas pela escolha do adesivo, sendo necessário também considerar os parâmetros de projeto da conexão e a compatibilidade entre os materiais.

Por isso o Instituto Fraunhofer para Durabilidade Estrutural e Confiabilidade do Sistema (LBF), de Darmstadt, na Alemanha, criou o projeto de pesquisa Gohybrid, visando investigar a otimização de tecnologias de conexão entre materiais na construção mista, que ainda não são adequadas para a produção em massa.


 

O projeto inicialmente visa desenvolver uma ligação adesiva para uma roda híbrida de carro contendo um aro moldado com composto de fibra de vidro e um cubo de alumínio que pode suportar altas cargas operacionais e temperaturas. A solução de construção leve tem como objetivo substituir a união mecânica convencional com parafusos.

Para isso, as amostras dessa conexão estão sendo testadas sob cargas térmicas e cíclicas. Com o projeto GoHybrid, o Fraunhofer LBF espera alcançar tempos de desenvolvimento reduzidos, processos de fabricação mais eficientes, produtos mais baratos e maior eficiência de recursos com o mesmo nível de segurança. As conexões híbridas otimizadas poderão então ser usadas não apenas em componentes automotivos, mas também no setor aeroespacial e em outras indústrias.

 

Além do Fraunhofer LBF, participam do esforço de pesquisa a Otto Fuchs KG, a inpro Innovationsgesellschaft (sistemas de produção avançados na indústria de veículos), a Invent Innovative Verbundwerkstoffe (marketing de novas tecnologias), DuPont Transportation & Industrial e TÜV SÜD Product Service (certificação).


 

Foto:Fraunhofer LBF

 

Conteúdo relacionado:

 

Fita protetora uniformiza a raiz da solda

 

Feira internacional de corte e soldagem acontecerá em setembro

 

#construção leve

#uniãohíbrida

#uniãodemateriais



Mais Notícias CCM



Sistema digital para controle do processamento de metais feito no Brasil

Ambiente virtual abrange a conectividade entre máquinas, além da coleta e transmissão de dados em tempo real, in loco e remotamente.

26/05/2022


Nanojuntas promovem aproveitamento de material no corte a laser

Menos espaço entre peças cortadas e melhor acabamento da junta são algumas características das peças cortadas a laser usando a tecnologia de “nanojuntas”.

23/05/2022


Tratamento anticorrosão sem químicos

Sistema de tratamento de água reverte processos corrosivos sem o uso de produtos químicos.

23/05/2022