A Total Corbion PLA, com sede nos Países Baixos, divulgou aplicações para o seu ácido poliláctico (PLA) produzido em escala comercial a partir da cana de açúcar em sua unidade na Tailândia. O material, um bioplástico, passou recentemente por avaliação de impacto ambiental e foi tema de artigo no Journal of Polymers and the Environment, que atestou sua pegada de carbono reduzida ao listar informações atualizadas do início ao fim de sua vida útil.

Foram consideradas 16 categorias de impacto ambiental, incluindo itens como pegada hídrica e alterações diretas no uso da terra em função da produção do insumo. O potencial de aquecimento global do PLA foi confirmado em 500 gramas de CO2/kg de material, o que representa cerca de 75% de redução na pegada de carbono em relação à maioria dos plásticos tradicionais. O artigo completo da ACV será publicado na edição de novembro de 2019 do "Journal of Polymers and the Environment" volume 27 edição 11 (Springer nature).

#K2019 #biopolímeros #sustentabilidade #plastico



Mais Notícias PI



Quadro de bicicleta de plástico reciclado é lançado na Alemanha

A Igus e a Advanced Bikes desenvolveram um quadro de bicicleta fabricado por injeção. Ele é feito em uma peça única, sem soldas, e é composto por plásticos de alto desempenho reciclados e fibras de carbono.

16/07/2024


Carrinhos de supermercado são fabricados com plástico reciclado

O Grupo Plascar vai lançar carrinhos para supermercado da marca Siris feitos com plástico reciclado.

06/05/2024


Escadas de EPS são divulgadas por especialista em construção

O construtor Vander de Paula deu exemplos de como o poliestireno expandido (EPS) pode ser aplicado na construção de escadas.

30/04/2024