Sediada na Holanda, a fabricante de polímeros de engenharia DSM disponibiliza um grade de resina termoplástica voltado à fabricação de pneus não pneumáticos, como alternativa aos tradicionalmente inflados com ar. Em diversas situações os gastos com pneus furados são um incômodo e algumas tecnologias alternativas como pneus reforçados, sistemas run-flat e sistemas sem ar (compostos por borracha sólida ou espuma) foram desenvolvidas para lidar com isso. No entanto, continuam a apresentar desvantagens, de acordo com a companhia.

Sistema de pneu NPT (non-pneumatic tire) fabricado com Arnitel, da holandesa DSM (fonte: DSM)

 

Baseando-se nesses pontos, a DSM desenvolveu o chamado non-pneumatic tire (NPT) – pneu não pneumático, em português – fabricado com o copoliéster Arnitel, marca registrada do seu elastômero termoplástico baseado em copolímero em bloco de poliésteres e poliéteres. O NPT combina a funcionalidade da roda e pneu em um único conceito que consiste em um cubo central de metal (que se conecta ao eixo), uma estrutura elástica “web” de Arnitel e uma camada externa de borracha. Veja a seguir, o vídeo da companhia sobre as possíveis aplicações do NPT:

 

Pneu não pneumático fabricado com copoliéster termoplástico, desenvolvido pela DSM, possui alto

índice de durabilidade e não fura (fonte: DSM)

 

Dentre as vantagens da utilização deste copoliéster termoplástico (TPC) estão a combinação de flexibilidade, dureza e menor densidade. Uma vantagem adicional é sua reciclabilidade, como substituto às borrachas (termofixas) convencionais, reduzindo o impacto ambiental.

 

As diferentes estruturas que compõem a cadeia molecular do material ainda conferem ao TPC altos índices de desempenho mecânico como: resistência à fadiga por flexão, absorção dinâmica de energia em impactos, alta capacidade de carga, resistência à fluência dinâmica e resistência a rasgos e abrasão. Essas características, combinadas à sua resistência térmica, tornam o NPT um item de alto desempenho em diversas condições climáticas com faixa de temperatura de operação de -30 a 100 °C, oferecendo ainda benefícios como boa resistência ao intemperismo, a produtos químicos, a hidrólise e a ação microbiana.

 

A vida útil estimada dos itens é de até três vezes a dos modelos convencionais, devido à sua resistência abrasiva. A DSM oferece um amplo portfólio do Arnitel, incluindo um grade de fonte parcialmente renovável, para atender a requisitos específicos para moldagem por injeção, extrusão, sopro e até impressão 3D.

 

K 2019

Na última edição da Feira K a companhia expôs seus grades de polímeros Arnitel que, além do pneu, também são indicados à fabricação de solados e/ou revestimentos para calçados desenvolvidos para atividades esportivas.

 

A linha de poliamidas Akulon RePurposed, que também foi apresentada, é composta por resinas recicladas obtidas a partir do processamento de redes de pesca descartadas nos oceanos. Elas têm sido aplicadas na fabricação de peças estruturais ou intercambiáveis de pranchas usadas em esportes aquáticos como, por exemplo, quilhas, e também podem servir como matéria-prima para a produção de outros tipos de itens esportivos e/ou de lazer. Entre as novidades expostas estão ainda plásticos que podem substituir metais comumente utilizados na fabricação de autopeças, os quais são uma alternativa à redução de peso de veículos que têm ganhado espaço na indústria de automóveis elétricos.

 

#K2019 #pneutermoplastico #nonpneumatic #reciclagemderedesdepesca #plastics



Mais Notícias PI



Nanocomposto antiviral para embalagens de EPS

Empresa brasileira desenvolveu um material nanocomposto que confere propriedades virucidas e antibacterianas às embalagens de poliestireno expandido de sua linha.

22/09/2020


Curso on-line sobre grafeno e polímeros acontece este mês

Evento abordará recentes desenvolvimentos em termoplásticos e termofixos formulados com grafeno, além de estudos sobre polímeros e materiais complementares.

17/09/2020


Consórcio desenvolverá carcaça de bateria multimateriais para veículos elétricos

Plásticos e compósitos são as apostas de um consórcio internacional que pretende desenvolver novos projetos para fabricação de carcaças de bateria para veículos elétricos.

10/09/2020