A criação de consórcios entre empresas do ramo de plásticos e instituições de pesquisa e desenvolvimento que atuam nessa e em diferentes áreas da indústria traz oportunidades que vão desde o compartilhamento de expertises até a consolidação de processos e produtos. Iniciativas desse tipo também estão fomentando a formação de frentes de trabalho em conjunto com companhias de outros países.

 

Projetos de inovação para pequenas e médias empresas do ramo de plásticos

 

Um programa criado pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) vai abrir espaço para a apresentação de projetos de inovação criados por startups e companhias de pequeno ou médio porte. Ele consistirá na análise de propostas que abranjam, por exemplo, o desenvolvimento e aplicação de novos materiais poliméricos, construção e/ou aperfeiçoamento de máquinas e equipamentos, impressão 3D, bem como a implementação de robôs e sistemas digitais em parques fabris, entre outros assuntos.

 

O propósito da iniciativa é promover a execução dos projetos selecionados a partir do estabelecimento de parcerias entre empresas brasileiras e as ligadas à rede de programas de financiamento de apoio a pequenas empresas IraSME, que é coordenada pela AiF Projekt GmbH e financiada pelo Ministério Federal Alemão de Assuntos Econômicos e Energia (BMWi), a qual conta ainda com representantes na Áustria, República Tcheca, Turquia, Rússia, bélgica e em Luxemburgo e no Canadá.

 

“A adesão da Embrapii à rede IraSME vai ao encontro das ações que a organização tem estabelecido para promover a internacionalização das empresas brasileiras. Startups, pequenos e médios empreendedores do País poderão ter acesso a equipamentos e ao conhecimento tecnológico de importantes centros de pesquisa. Além disso, a parceria também vai fortalecer a cooperação entre instituições de pesquisa tecnológica brasileiras situadas no exterior com outras organizações de fomento”, disse Carlos Eduardo Pereira, diretor de operações da Embrapii.

 

As empresas interessadas podem obter mais informações aqui. As propostas poderão ser apresentadas nas unidades da instituição até o dia 30 de setembro.

 

Foto: Freepik

 

Conteúdo relacionado:

Financiamento para pesquisa de materiais inovadores

Unificação do protocolo de comunicação entre máquinas para plásticos

 

#Embrapii #IraSME #Programadeinovacao #Pequenasemediasempresas #Plástico



Mais Notícias PI



Uma rede de produção para a impressão 3D

A EOS passou a gerir sua própria rede de parceiros em manufatura aditiva, que conecta empresas de diversos portes para produzir peças impressas em 3D em larga escala.

20/01/2022


Serviços de análise de fluidos para processos no ramo do plástico

Empresa oferece ensaios de lubrificantes e monitoramento de sistemas hidráulicos do chão de fábrica.

14/01/2022


Manufatura aditiva e resina reciclada: as tendências no segmento de sopro

Pesquisa no ramo de transformação de plásticos por sopro apontou que mais de 70% das empresas usam manufatura aditiva (impressão 3D) para complementar seus processos produtivos, e mais de 60% utilizam resinas recicladas para fabricar seus produtos.

06/12/2021