A economia circular será uma das principais pautas da próxima feira K 2022, e a aliança R-Cycle perpassa muitas das ações de fabricantes de maquinário para transformação que planejam lançar novos produtos tendo em vista a demanda cada vez mais orientada para o processamento de plásticos reciclados.

 

A R-Cycle é uma plataforma de dados padronizada criada para documentar as propriedades relevantes para a reciclagem de uma embalagem ao longo de sua cadeia de valor. Foi concebida de forma a permitir a conexão com qualquer instalação de produção, desde extrusoras para filmes plásticos até injetoras ou máquinas de conversão, impressão e envase, de modo que as máquinas possam ler os dados imputados no sistema sobre cada embalagem produzida.

 

As informações são reunidas e se tornam recuperáveis por meio de um marcador impresso na embalagem (QR Code ou outro tipo de marcação digital). Esses códigos podem ser detectados por equipamentos que já se encontram em uso em muitas instalações de reciclagem. A tecnologia de rastreamento do R-Cycle é baseada nos padrões GS1, rede global para desenvolvimento de processos intersetoriais.

Dentre as características da embalagem que podem ser rastreadas estão as resinas plásticas e os aditivos que a compõem, o índice de fluidez e a temperatura de fusão das resinas, sua cor, cor da tinta de impressão, conteúdo de material reciclado e biodegradabilidade, como mostrado na foto ao lado.

 

Quatro fabricantes de máquinas para plásticos – Arburg, Brückner Maschinenbau, Kautex Maschinenbau e Reifenhäuser –, bem como o Instituto de Processamento de Plásticos da Universidade de Aachen (RWTH), assumiram a liderança no desenvolvimento do R-Cycle, que hoje conta também com a participação das empresas Erema, Kampf, Multivac, ProData, Steinert, Brückner e Comexi. A GS1 é membro-fundadora da iniciativa, e a comunidade está aberta a empresas que queiram participar e que tenham interesse em promover a economia circular para a cadeia de valor das embalagens plásticas.

 

PET reciclado para contato direto com alimentos

 

Muitas das empresas que integram a aliança R-Cycle têm desenvolvido projetos tendo em vista a iniciativa, a exemplo da alemã Reifenhäuser, que desenvolveu uma linha de extrusão cast para PET reciclado que produz filmes planos aprovados para contato com alimentos sem necessidade de pré-secagem, qu podem dar origem a embalagens do tipo pouch, como a mostrada ao lado.

O equipamento utiliza roscas duplas co-rotantes e um sistema de vácuo de alto desempenho, que ajuda a retirar umidade e impurezas do material. O sistema proprietário da empresa, o ExtrusionOS, assegura o fornecimento de dados para a plataforma R-Cycle, de modo que máquinas de reciclagem possam ter acesso a informações relevantes sobre o material empregado na fabricação dos filmes, que têm aprovação da agência norte-americana Food and Drug Administration (FDA) e da European Food Safety Authority (EFSA), sendo seguros para contato direto com alimentos.




 

Fotos: Messe Düsseldorf, Constanze Tillmann




 

Conteúdo relacionado:

Certificação para boas práticas na geestão de resíduos

Projeto promove a reciclagem de autopeças plásticas



 



Mais Notícias PI



Evento sobre materiais plásticos acontece em SP

Palestras técnicas sobre plásticos de engenharia e compostos termoplásticos serão realizadas na Feiplar & Feipur.

16/07/2024


Embalagens de transporte serão temas de curso on-line

O Instituto de Embalagens está promovendo um treinamento sobre embalagens de transporte, que segue com inscrições abertas.

16/07/2024


Quadro de bicicleta de plástico reciclado é lançado na Alemanha

A Igus e a Advanced Bikes desenvolveram um quadro de bicicleta fabricado por injeção. Ele é feito em uma peça única, sem soldas, e é composto por plásticos de alto desempenho reciclados e fibras de carbono.

16/07/2024