O combate à Covid-19 está estimulando empresas brasileiras que atuam em áreas relacionadas ao ramo de plásticos a criarem produtos voltados para o tratamento de doenças respiratórias.

 

Roboris desenvolve capacete bolha que protege equipes médicas de infecções

 

Inspirada em trabalhos realizados na Itália e nos Estados Unidos, a Roboris, sediada em São Paulo (SP), desenvolveu a Bolha de respiração individual controlada (Bric), um invólucro fabricado em plástico transparente flexível resistente a rasgos e equipado com válvulas que permitem o seu acoplamento a sistemas de fornecimento de oxigênio não invasivos, além de sondas.

 

O design do modelo é semelhante ao de capacetes de mergulho também conhecidos como escafandros; sua altura é de 380 mm e a largura é de 350 mm. Ele é configurado com quatro válvulas de conexão que possibilitam a sua ligação a tubulações, por exemplo, bem como com uma válvula de acesso lateral e suporte cervical com sistema de vedação. Entre os materiais usados na sua confecção estão termoplásticos e elastômeros com propriedades bactericidas, antifúngicas e de resistência à radiação UV.

 

O engenheiro Guilherme de Souza, presidente da companhia, disse que o volume de produção mensal de Brics poderá chegar a cinco mil unidades e que há interesse em estabelecer parcerias com empresas e instituições do ramo de plásticos. “Além de serem 100% nacionais e produzidos por meio de processos já conhecidos, os capacetes proporcionam um ambiente seguro tanto para pacientes quanto profissionais da área da saúde. Visando à obtenção de melhorias, estamos abertos a novos parceiros que possam contribuir para o combate a essa doença”, concluiu.

 

Os capacetes foram lançados com a marca Life Tech Engenharia e propostas referentes à formação de consórcios podem ser enviadas para o e-mail contato@lifetecheng.com.br.

 

Foto: Life Tech Engenharia

 

Conteúdo relacionado:

Máscara antimicrobiana de TPE é desenvolvida no Brasil

Máscaras ultrafinas de grafeno estão em desenvolvimento no Brasil

 

#Roborisdobrasil #Lifetechengenharia #BRIC #Plásticos #Covid-19



Mais Notícias PI



Investimentos em plásticos para a área médica

Grupo alemão amplia instalações e volta suas atenções para a fabricação de embalagens e demais produtos voltados para as áreas médica, farmacêutica e hospitalar.

09/10/2020


Novo filme antiviral para proteção de superfícies

Empresas brasileiras desenvolveram um filme plástico composto por polipropileno, micropartículas de prata e sílica. A formulação é capaz de inibir a ação de microrganismos.

01/10/2020


Nanocomposto antiviral para embalagens de EPS

Empresa brasileira desenvolveu um material nanocomposto que confere propriedades virucidas e antibacterianas às embalagens de poliestireno expandido de sua linha.

22/09/2020