A italiana Comau, com unidade brasileira em Santo André (SP), ampliou recentemente o seu portfólio de produtos com o lançamento do robô N-220, com capacidade de carga de 220 kg, que pode ser adaptado para tarefas como a manipulação de peças plásticas em máquinas injetoras.

 

O robô pode ter configuração modular e foi desenvolvido com recursos como cinemática direta e algoritmos que garantem maior facilidade de uso e simplicidade na integração. Foi concebido com base nas novas necessidades da indústria, detectadas a partir da publicação do relatório de 2021 da Federação Internacional de Robótica (IFR). “Avaliamos que os robôs articulados com carga útil de 160-220 kg representarão cerca de 30% do mercado total instalado, constituído por 250.000 a 300.000 unidades em 2022, com uma taxa composta potencial anual (CAGR) 2022-2026 de 2%” afirmou Nicole Clement, da Comau.

 

A arquitetura do novo autômato é baseada em modularidade, redução dos componentes, motores avançados e em uma estrutura integrada para transporte por empilhadeira.

 

De acordo com informações da empresa, os algoritmos do software e-Motion da Comau melhoraram o tempo de ciclo, a qualidade de movimento e o controle do percurso. O uso de cilindros de nitrogênio em eixos de movimentação também foi uma inovação que assegurou a movimentação mais precisa.

O N-220 trabalha com codificação baseada em pontos nodais, para uma programação aberta e mais simples. O cabeamento integrado é composto por duas partes flexíveis separadas (robô e alimentação), de modo a proporcionar atualizações e substituições simplificadas e rápidas.




 

Conteúdo relacionado:


Cobot para trabalho no ramo de plásticos

Robôs para produção em ambientes com altos requisitos de higiene





#robôs #Comau


 



Mais Notícias PI



Gestão da eficiência energética na intralogística do chão de fábrica

Sistema digital calcula o consumo de energia de empilhadeiras elétricas usadas para movimentar moldes e big bags.

30/06/2022


Inscrições gratuitas para programa de consultoria sobre eficiência energética

Vagas em programa para redução de gastos com energia no chão de fábrica estão disponíveis.

09/06/2022


Relatório aponta os rumos da manufatura inteligente nos próximos anos

Tecnologias habilitadoras e crescimento por regiões são temas do estudo de 320 páginas que projeta forte crescimento para o mercado de fabricação inteligente.

09/06/2022