Uma campanha de reciclagem que tem como premissa a conversão de colchões constituídos de espuma de poliuretano (PU) em novos produtos foi iniciada a partir de um consórcio formado entre a Dow (EUA), com subsidiária em São Paulo (SP), o Instituto Akatu (São Paulo, SP) e órgãos públicos da cidade de Hortolândia (SP).

Colchões com espuma de poliuretano serão reciclados a partir de programa de coleta e reciclagem

 

Trata-se de um programa chamado Reuse, o qual tem como premissa estimular a economia circular no município e região por meio da formação de parcerias entre cooperativas de coleta e reciclagem de plásticos e outros materiais, assim como conscientizar a população quanto à importância do descarte correto de resíduos.

 

Uma das frentes de trabalho consistirá na conversão de espumas feitas com PU em enchimentos e/ou aglomerados de espuma. Isso será feito por uma cooperativa parceira das instituições responsáveis pelo projeto, que vai processar o material por meio de reciclagem mecânica.

 

Além disso, serão realizadas campanhas cujo objetivo será incentivar a criação de consórcios entre estabelecimentos comerciais, empresas, instituições de pesquisa e ensino, entre outras. As partes envolvidas também preveem a criação de iniciativas voltadas para a execução de ações junto a comunidades, modernização de postos autorizados ao recebimento de resíduos e ações educacionais.

 

Leonardo Censoni, diretor comercial do negócio de poliuretanos da Dow para a América Latina, disse que um dos pilares do programa é, “promover a economia circular por meio da sensibilização e da educação, enfatizando os benefícios ambientais, sociais e econômicos da reciclagem de materiais”. Ele também comentou que a campanha sobre reciclagem não será apenas voltada para colchões: “Estamos implementando uma estrutura que viabiliza a coleta dos mais variados tipos de resíduos, a fim de garantir o descarte correto da espuma de poliuretano”.

 

Isso quer dizer que também poderão ser reciclados sofás e poltronas, por exemplo. Em comunicado à imprensa, foi informado que o número de colchões e sofás já recolhidos se aproxima de 1.800 unidades.

 

Mais informações podem ser obtidas aqui.


 

Foto: Espumas de poliuretano provenientes de colchões recolhidos a partir de campanhas que fazem parte de um programa de reciclagem criado no interior do Estado de São Paulo. 

 

Imagens: Dow e Instituto Akatu.

 

Conteúdo relacionado:

 

Aumenta a oferta de equipamentos para separação e detecção de metais

Mais pontos de troca de embalagens por créditos em SP

 

 

#Akatu #Reciclagem #Poliuretano #Dow #Plásticos



Mais Notícias PI



Evento sobre materiais plásticos acontece em SP

Palestras técnicas sobre plásticos de engenharia e compostos termoplásticos serão realizadas na Feiplar & Feipur.

16/07/2024


Embalagens de transporte serão temas de curso on-line

O Instituto de Embalagens está promovendo um treinamento sobre embalagens de transporte, que segue com inscrições abertas.

16/07/2024


Quadro de bicicleta de plástico reciclado é lançado na Alemanha

A Igus e a Advanced Bikes desenvolveram um quadro de bicicleta fabricado por injeção. Ele é feito em uma peça única, sem soldas, e é composto por plásticos de alto desempenho reciclados e fibras de carbono.

16/07/2024