A UP 3D (Vinhedo, SP) está trazendo para o Brasil o sistema MetalFuse, uma linha de impressoras 3D para metais desenvolvida pela norte-americana Raise 3D. O equipamento utiliza filamentos de polímeros combinados com metais, produzindo peças por manufatura aditiva com resistência mecânica igual ou superior à de suas contrapartes fabricadas por processos consolidados como fundição e usinagem.

 

O sistema é composto pela impressora - que processa o filamento contendo metal em uma matriz polimérica -; um forno de “desvinculação” (debinding), onde o polímero é separado do metal por ação catalítica promovida por ataque ácido; e um forno de sinterização, no qual as peças permanecem durante até 24 horas, até que estejam prontas para uso ou acabamento posterior, por processos como a usinagem, polimento, revestimento ou jateamento.

 

Na foto ao lado podem ser observados os estágios de confecção de um componente: a peça “verde” (apenas impressa em 3D), a peça “marrom” (após o processo de desvinculação, que separa o metal do polímero), e a peça sinterizada após polimento ou revestimento.

 

O software instalado no sistema, chamado Idea Maker, adapta projetos desenvolvidos em sistemas CAD, levando em conta variáveis como a massa e a espessura da peça, para calcular a escala em que ela será construída, nos eixos X, Y e Z, tendo em vista o seu “encolhimento” após a desvinculação e sinterização, mantendo as dimensões precisas.

 

Os filamentos, fornecidos pela alemã BASF, estão disponíveis em diferentes ligas metálicas, sendo o 316L composto por 90% de partículas de aço inoxidável e 10% de polímero, e o 174PH, também composto por polímero e aço inox, é tratável termicamente para que se alcance maior resistência mecânica e dureza.

 

Cris Ulbrich, diretora da UP 3D, explicou que o principal uso do sistema Metal Fuse é a confecção de pequenas séries de peças e lotes piloto no setor metalmecânico, ou ainda, em departamentos de manutenção, onde é possível recompor componentes e mesmo moldes metálicos, reconstruindo-se a geometria com reforço em pontos específicos de fadiga.

 

As empresas interessadas podem tanto obter serviços da UP 3D quanto optar pela aquisição ou leasing dos equipamentos.

 

 

Foto: UP3D

 

 

Conteúdo relacionado:

 

Peças e ferramentas em metal duro serão impressas em 3D

 

Aço H13 em versão para manufatura aditiva

 

#UP3D

#MetalFuse

 

 

 

 



Mais Notícias MM



Serviço de análise do potencial de automação atende empresas do mundo todo

Ferramenta digital desenvolvida pelo Instituto Fraunhofer de Stuttgart avalia processos e indica qual o nível de automação ideal, de acordo com o perfil de cada empresa.

19/02/2024


Ar ionizado substitui fluido de corte na usinagem

A finlandesa Aurion desenvolveu um sistema de refrigeração para operações de usinagem que utiliza ar ionizado em substituição a fluidos de corte.

19/02/2024


Alltech passa a comercializar injetoras de alumínio da Yizumi

Grupo amplia presença no mercado com linha de injeção de alumínio no portfólio com até 5.000 toneladas de força de fechamento.

05/02/2024