As vendas de carros elétricos têm aumentado mundialmente e, no Brasil, embora este mercado avance de maneira mais modesta, já são contabilizados números recordes, de acordo com dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), que apurou um aumento de 51% dos emplacamentos de janeiro a abril deste ano, em relação ao mesmo período de 2022.

A instituição registrou ainda que no mês de agosto foi batido um novo recorde mensal de vendas de veículos leves eletrificados no País, com 9.351 unidades – 25% acima do recorde anterior de julho (7.462) e 120% sobre agosto de 2022 (4.249). Nos oito meses de 2023, o Brasil emplacou 49.052 eletrificados leves, praticamente o mesmo número de todo o ano anterior (49.245 em 2022), que já havia registrado recorde. Assim, o total da frota de eletrificados leves em circulação no Brasil chegou a 175.491 veículos, contabilizados de janeiro de 2012 a agosto de 2023.

O cenário promissor anima também os segmentos ligados diretamente ao setor automobilístico, o que inclui as empresas do setor de chapas e tubos, como avalia Marcos Barbosa, CEO da Krominox (Itapevi, SP), produtora de tubos em aço inoxidável: “O que veremos, no entanto, é uma mudança na ordem das demandas, especialmente devido aos novos motores elétricos e baterias recarregáveis, itens que têm essa liga metálica em maior volume na sua fabricação. Se hoje o aço é empregado nos sistemas de transmissão e nos tanques de combustível, por exemplo, nos próximos anos o material, em versões de maior valor agregado, ganhará presença em outros elementos dos modelos eletrificados, além, é claro, das carrocerias e outras aplicações voltadas à segurança e frenagem, tais como a malha de fios dos airbags e discos de freio”.

Outra aplicação relevante do aço na nova configuração do setor automobilístico, segundo Barbosa, diz respeito aos pontos de abastecimento dos veículos, ou eletropostos, que contam com a liga metálica para sua estrutura e construção. “Algumas estimativas apontam que, nos próximos três anos, teremos cerca de 10 mil postos de abastecimento para os carros elétricos no País, com fontes de energia variadas e renováveis. Se pensarmos em um sistema fotovoltaico, de luz solar, como alternativa limpa para essa geração de energia, mais uma vez o aço se faz presente nas estruturas e placas de captação, demonstrando forte tendência de aplicação”, complementou o executivo.

Diante dessa oportunidade, a Krominox está ampliando sua capacidade fabril, visando abastecer a indústria automobilística com tubos e demais produtos em aço inoxidável. A empresa dispõe de um portfólio amplo de tubos de diferentes bitolas e com laminação da costura longitudinal. Com forte atuação no setor sucroalcooleiro e de papel e celulose, a empresa tem também linhas de produtos voltadas para os setores automotivo, alimentício, de saneamento e tratamento, farmacêutico, químico e petroquímico, entre outros.


 

Imagens: ABVE/Krominox


 


 

Leia também:


 

Teto de alumínio para reduzir o peso de ônibus

 

Perspectivas para a petroquímica favorecem o setor de aço inox

 

#açoinox

#Krominox



Mais Notícias CCM



Cursos on-line do setor metalmecânico. Agenda começa em julho.

A ABM promove treinamentos cuja programação inclui conteúdo sobre estampagem, laminação, trefilação e aplicação de inteligência artificial (IA) em processos siderúrgicos.

15/07/2024


Conformação rotativa pode tornar viáveis as células a combustível

O Instituto Fraunhofer de Máquinas-Ferramenta e Tecnologia de Conformação (IWU) anunciou o desenvolvimento de um sistema rotativo para estampagem das finíssimas chapas metálicas usadas na montagem de placas bipolares que compõem as células a combustível. A novidade poderá reduzir os custos de produção dessas células, com impacto no mercado da mobilidade elétrica, tendo em vista que elas substituem as baterias.

15/07/2024


Prensas dobradeiras hidráulicas

Empresa brasileira comercializa prensas dobradeiras hidráulicas com força de 1.500 toneladas fabricadas em Portugal.

15/07/2024