A Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou os dados estatísticos referentes ao desempenho do setor no terceiro trimestre deste ano, revelando uma melhora do desempenho. Em coletiva de imprensa, foi informado que a  média diária de 9,2 mil emplacamentos, registrados no mês de setembro, foi a melhor do ano, uma boa notícia para as empresas do setor de estampagem de metais, que têm nesta indústria um importante mercado consumidor.

 

Os dados são animadores, levando-se em conta o primeiro trimestre tímido devido à falta de componentes eletrônicos e um segundo trimestre de início de melhora. Na soma dos meses de julho, agosto e setembro, a produção de automóveis foi de 665 mil unidades, 11,6% maior que no trimestre anterior. Sob o mesmo ângulo de comparação, as vendas cresceram 14,3% e as exportações recuaram 15,2%.

 

Já o levantamento mensal feito pela Anfavea registrou em setembro números inferiores aos recordes de agosto, muito em função do mês com dois dias úteis a menos. “Historicamente, setembro não repete os bons números de agosto, um mês mais longo e sem feriados, mas gostaria de destacar a contínua evolução da média diária de vendas desde janeiro, atingindo 9,2 mil emplacamentos por dia útil, melhor resultado do ano, indicando que as projeções da associação serão atingidas”, afirmou o presidente da entidade, Márcio de Lima Leite.

 

Melhora em todos os índices

 

Na comparação de setembro com agosto, a produção de 207,8 mil autoveículos foi 12,7% menor, os emplacamentos de 194 mil recuaram 7% e as exportações de 28,5 mil caíram 39%, em função das recentes restrições impostas pela Argentina, do esgotamento da cota de isenção para a Colômbia e de problemas logísticos. Porém, quando comparados a setembro de 2021, todos os índices melhoraram: 19,3% de alta na produção, 25,1% nas vendas e 19,3% nas exportações.

 

Quanto ao acumulado do ano, houve ganhos na produção (6,3%) e nas exportações (31,2%), além de leve recuo nos emplacamentos (4,7%). O segmento com recuperação mais consistente foi o de ônibus, com alta acumulada no ano de 63,6% na produção, 8,8% nos licenciamentos e 39% nas exportações.

 

O setor de caminhões, em contrapartida, mantém patamares similares aos do ano passado, quando teve forte crescimento em função do agronegócio e do aumento das atividades de entrega (delivery). Espera-se agora uma alta nas encomendas de frotistas durante a Fenatran, maior feira latino-americana de transportes, prevista para os dias 7 a 11 de novembro, no São Paulo Expo.

 

Foi divulgado também que o segmento de máquinas autopropulsadas continua a apresentar excelente desempenho: no acumulado até agosto (há defasagem de um mês nos números) houve crescimento de 33% nas vendas e de 19% na exportação. Já as agrícolas registraram alta de 24% nas vendas no atacado e 11% nos embarques para outros países. Foi observado também que a disponibilidade de recursos para financiamentos poderá melhorar esses resultados.

 

Foto: Obi - @pixel6propix / Unsplash


 

Leia também:


 

Setor de óleo e gás concentra investimentos e oportunidades

 

Avanço do agronegócio aquece o setor de aços


 

#Anfavea



Mais Notícias CCM



Cursos on-line do setor metalmecânico. Agenda começa em julho.

A ABM promove treinamentos cuja programação inclui conteúdo sobre estampagem, laminação, trefilação e aplicação de inteligência artificial (IA) em processos siderúrgicos.

15/07/2024


Conformação rotativa pode tornar viáveis as células a combustível

O Instituto Fraunhofer de Máquinas-Ferramenta e Tecnologia de Conformação (IWU) anunciou o desenvolvimento de um sistema rotativo para estampagem das finíssimas chapas metálicas usadas na montagem de placas bipolares que compõem as células a combustível. A novidade poderá reduzir os custos de produção dessas células, com impacto no mercado da mobilidade elétrica, tendo em vista que elas substituem as baterias.

15/07/2024


Prensas dobradeiras hidráulicas

Empresa brasileira comercializa prensas dobradeiras hidráulicas com força de 1.500 toneladas fabricadas em Portugal.

15/07/2024