A italiana Comau, com unidade brasileira em Santo André( SP), desenvolveu um o MI.RA/Dexter, um software baseado em algoritmos de inteligência artificial que facilita a comunicação homem-máquina e contribui para otimizar operações industriais com base no princípio da automação simplificada.

 

O MI.RA/Dexter utiliza uma metalinguagem que torna a robótica mais acessível para empresas de todos os tamanhos, traduzindo a sintaxe da linguagem humana em sintaxe dos robôs. Isto permite aos operadores programar com mais facilidade um sistema robótico, utilizando controles simples e intuitivos, como olhar para um objeto ou tocar um ponto específico no espaço.

 

A interface de programação simplificada também permite ao operador adaptar, ajustar e corrigir rapidamente as ações do robô em tempo real, sem necessidade de competências específicas em tecnologia da informação ou robótica.

 

"Com o MI.RA/Dexter, a tecnologia complexa se torna mais acessível e menos custosa graças à interface intuitiva do software e à sintaxe da metalinguagem," informou Giovanni Di Stefano, diretor de inovação na Comau.

 

O MI.RA/Dexter foi recentemente utilizado pelos operadores de controle da qualidade para programar uma célula robótica complexa empregada na fabricação do novo Fiat 500 100% elétrico. Coube à Comau automatizar o processo de testes e controles do sistema de informação multimídia do veículo, o que foi feito combinando um robô NJ-220 na sua versão Safe com um cobot Racer-5, montado em seu pulso, para realizar atividades automatizadas de teste dentro do carro.

A linguagem de programação do MI.RA/Dexter permitiu aos operadores gerenciar o sistema robótico complexo de maneira autônoma. Entre as atividades envolvidas estava o gerenciamento seguro das ações que o robô colaborativo deveria realizar, em contato estreito com o operador, além da automação e subsequente otimização das tarefas de teste requeridas.

 

Os equipamentos integram a família MI.RA (Machine Inspection Recognition Archetypes, ou Arquétipos de Reconhecimento de Inspeção por Máquinas), da Comau, que também inclui outras ferramentas digitais e sistemas de visão avançados para smart factory.


 

Fotos: Comau


 

Conteúdo relacionado:

Cobots na soldagem

Automação em soldagem é tendência mundial no processamento de metais



 



Mais Notícias CCM



Nova unidade da Igus vai promover a automação de baixo custo

Um centro de automação foi inaugurado pela empresa alemã em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

11/07/2024


Plataforma digital da Trumpf abrange todas as etapas da fabricação a partir de chapas

Sistema de monitoramento da Trumpf contempla desde o desempenho de máquinas até a gestão de materiais no chão de fábrica.

20/06/2024


Programa para inovação da indústria seguirá com inscrições

SENAI vai receber propostas de projetos para inovação na indústria a partir de um programa de financiamento, do qual podem participar empresas de pequeno, médio e grande porte.

14/06/2024