A fabricante de estruturas metálicas Brametal, com unidade fabril no município de Linhares (ES), divulgou que suas linhas de produção voltadas para a fabricação de postes feitos a partir de chapas e tubos de aço-carbono receberam investimentos para atender à demanda de um programa que visa à implantação/modernização de sistemas de iluminação pública.

Iniciativa na área de iluminação pública prevê alto consumo de chapas e tubos metálicos

O projeto consiste na produção de postes engastados e flangeados em versões com altura de 3 a 15 metros, os quais receberão revestimento protetivo aplicado a partir de galvanização a quente. Além disso, abrange a fabricação de itens adicionais como, por exemplo, braços e suportes usando perfis metálicos.

 

Os processos de corte e conformação das peças serão realizados em unidades distintas do conglomerado da companhia, ao passo que a união das chapas e tubos será feita por meio de soldagem MIG. Para isso, uma máquina de soldagem automatizada foi instalada no chão de fábrica de uma das unidades da companhia.

 

De acordo com comunicado à imprensa, esse equipamento permitirá uma confecção de cordões de solda de modo três vezes mais rápido em relação aos processos realizados manualmente, e de forma que a deposição de material metálico seja feita sem influenciar negativamente a posterior galvanização das estruturas.

 

Em entrevista à revista Corte e Conformação de Metais, Cezar Cota, que atua no departamento de engenharia de produto e aplicações, e Ernesto Ullrich, gerente comercial de produtos para iluminação pública, ambos integrantes do time da Brametal, disseram que atualmente a capacidade produtiva anual da empresa é de aproximadamente 200 mil toneladas de estruturas metálicas.

 

Eles também mencionaram que uma máquina para a conformação automatizada de postes cônicos passará a operar em seu parque fabril este ano, e que novos investimentos em maquinário estão previstos para 2022. “Iniciamos nossos trabalhos no segmento de iluminação em janeiro, executando processos de engenharia, ensaios, corte, conformação, galvanização e de logística. Em março, fechamos os primeiros contratos e iniciamos a produção de 46 mil peças. Todos os produtos desenvolvidos passaram por rigorosos testes”, concluiu Cezar.

 

 

Previsão de alta demanda de metais

 

A Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Iluminação Pública (Abcip) informou que mais de 400 projetos voltados para o segmento de iluminação pública já estão em curso no Brasil. Segundo a entidade, até o momento, prevê-se que cerca de R$ 18 bilhões serão destinados para trabalhos nessa área.

 

No que diz respeito à utilização de chapas, tubos e perfis metálicos na fabricação de postes e itens complementares, Pedro Vicente Iacovino, diretor-presidente da Abcip, prevê que haverá um alto índice de consumo de materiais como aço-carbono e alumínio, assim como grande demanda por serviços de galvanização e de aplicação de revestimentos como pintura eletrostática a pó.

 

Ele deu exemplos de como esses materiais podem ser utilizados na produção de postes e outros itens: “Os principais componentes de um moderno sistema de iluminação pública são os postes, suportes e luminárias feitos inteiramente em materiais metálicos. Os suportes de iluminação, também chamados de ‘braços’, podem ser fabricados a partir de perfis laminados ou tubulares, e protegidos contra a ação da corrosão por meio da aplicação de zinco como revestimento”. Pedro disse ainda que luminárias também podem ser fabricadas em alumínio extrudado ou injetado.

 

Nossos guias trazem informações sobre a oferta de equipamentos para processamento de metais no Brasil. Entre eles estão guilhotinas e células robotizadas para soldagem, além de máquinas para curvar tubos.

 

Imagem: Brametal

 

Reportagens similares:

Índice de confiança da indústria em alta

Demanda por alumínio no ramo náutico cresce durante a pandemia

 

#Brametal #Abcip #IluminaçãoPública #CorteeConformaçãodeMetais



Mais Notícias CCM



Setembro Ferroviário traz oportunidades para o setor metalmecânico

Agilidade na execução de linhas férreas de trechos curtos e sistemas de ligação para transporte de pessoas aquecerá a demanda por componentes metálicos e serviços nos próximos anos.

20/09/2021


Perspectiva de aumento do uso de peças estampadas em automóveis

O mercado de conformação de metais para automóveis deverá crescer a uma taxa anual de 3,2%, em valor, até 2025, demandando cada vez mais peças estampadas.

02/09/2021


Feiras do setor metalmecânico retornam em versão presencial

O ambiente pós-pandemia e o avanço da vacinação está configurando um cenário de retomada da economia a todo vapor, com o setor metalmecânico na dianteira dessa relargada.

30/08/2021