Um acordo entre o Aimplas – Instituto Tecnológico del Plástico e a Redit Ventures, instituição especializada em gestão de fundos que integra a Rede de Institutos Tecnológicos da Comunidade Valenciana (Redit), todos situados na Espanha, levou à criação de uma empresa que vai desenvolver compostos termoplásticos reforçados com fibras longas.


A nova companhia se chama Lofty Composites e chega com a premissa de criar materiais compostos reforçados que reúnam características como alta resistência mecânica e leveza, além de resistência à chama, pensados para aplicações na indústria automobilística e aeronáutica, bem como no setor ferroviário, por exemplo. 

Os materiais, conforme foi divulgado para a imprensa, serão feitos de uma matriz polimérica termoplástica reforçada com fibra longa e contínua, visando ao desenvolvimento de fitas. A partir daí, conforme o objetivo das partes envolvidas, poderão ser fabricadas peças plásticas por injeção e moldagem por compressão, além de outros processos que serão analisados.


Em resumo, a ideia do Aimplas e da Redit Ventures é proporcionar à indústria de manufatura materiais sustentáveis que possam substituir, por exemplo, polímeros termofixos e outros materiais cuja reciclagem atualmente se mostra complexa e/ou inviável. E que possam ser convertidos em novas resinas e reinseridos no ciclo produtivo. José Luis Yusá, presidente do Aimplas, comentou que o lançamento da empresa reflete o compromisso dessa parceria com “atividades amigas do ambiente”.


No site da Lofty Composites podem ser obtidas mais informações. Um estudo sobre o desenvolvimento de graus de PP para a construção de automóveis mais leves está disponível na seção Artigos técnicos, onde você encontra muitos outros trabalhos sobre plásticos.

__________________________________________________________________

Assine a PI News, a newsletter semanal da Plástico Industrial, e receba informações sobre mercado e tecnologia para a indústria de plásticos. Inscreva-se aqui.

___________________________________________________________________ 

 

Imagem: Aimplas e Redit Ventures.

 

Mais conteúdo:

 

Plasma atmosférico como auxiliar na transformação de resinas recicladas

 

Aumenta o uso de resinas recicladas na produção de eletroeletrônicos

 

#Aimplas #ReditiVentures #LoftyComposites



Mais Notícias PI



Quadro de bicicleta de plástico reciclado é lançado na Alemanha

A Igus e a Advanced Bikes desenvolveram um quadro de bicicleta fabricado por injeção. Ele é feito em uma peça única, sem soldas, e é composto por plásticos de alto desempenho reciclados e fibras de carbono.

16/07/2024


Medição on-line assegura a qualidade do material durante o processamento

Fabricante suíça de instrumentos de medição desenvolveu um viscosímetro com módulo de medição que analisa polímeros fundidos durante a extrusão.

16/07/2024


Banco de dados reúne informações sobre plásticos recicláveis

Pesquisadores dos Estados Unidos criaram um banco de dados com informações sobre caracterização de polímeros que deve servir como base para estudos sobre a reciclagem de plásticos.

17/07/2024