A alemã Stadler Anlagenbau GmbH, especializada no planejamento, produção e montagem de instalações completas de reciclagem e triagem de resíduos, projetou e instalou, juntamente com a weeeSwiss Technology AG, uma unidade de triagem de resíduos eletroeletrônicos na unidade da recicladora Immark, em Regensdorf (Suíça).

 

A nova instalação substitui uma planta existente e aumenta a capacidade de processamento da Immark AG, que é parte do Grupo Thommen, pioneira no mercado de recuperação de lixo eletrônico na Suíça, e que trabalha atualmente com uma taxa de reciclagem de até 95%, excedendo os requisitos da Diretiva Europeia sobre Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (WEEE). "É a maior planta de processamento de resíduos eletrônicos na Suíça e deverá garantir alto rendimento e capacidade para processar os volumes que recebemos", comentou Patrick Wollenmann, Gerente de Projetos da Immark.

 

Com capacidade para processar até 12 toneladas de resíduos por hora, a planta opera em dois turnos. A tecnologia utilizada pela Stadler, que inclui o separador balístico STT5000 (vídeo abaixo), pré-classifica o material em três frações diferentes, separando-o em frações de finos, plásticos planos e cabos, bem como em materiais em forma de cubo, tais como motores eletrônicos.

 

 

Projeto modular

 

A nova planta de triagem tem projeto modular e recebe materiais dos grupos 1 a 3 (eletrodomésticos grandes, pequenos e equipamentos de TI) e 4 (equipamentos de consumo) da Diretiva WEEE, que são processados em vários módulos diferentes, posicionados em linha e também equipados com alimentadores separados para uso independente, o que resulta em maior disponibilidade.

 

O projeto modular flexível da planta permite o ajuste das máquinas para garantir o processamento de frações de não-ferrosos, ferrosos, placas de circuito impresso, aço inoxidável e plásticos de alta qualidade. No primeiro módulo, o material de entrada é classificado manualmente para remover as impurezas e os componentes perigosos, assim como materiais valiosos como cabos, placas de circuito impresso e metais.

 

O material é então triturado para que eventuais resíduos perigosos remanescentes, tais como baterias ou condensadores, e os diversos materiais recicláveis, possam ser separados. Os materiais recicláveis são classificados após a triagem usando tecnologia magnética de última geração, separação por indução e tecnologia de classificação por sensores. As frações de ferro são novamente classificadas em uma cabine de triagem para garantir a qualidade e aumentar o grau de pureza.

 

Embora não esteja instalado na recicladora suíça, a Stadler e a weeeSwiss fornecem também um módulo capaz de separar diferentes tipos de plásticos, usando uma tecnologia de triagem da Tomra.

 

A fabricante dedicou também grande atenção à proteção contra incêndios na planta. Sistemas automatizados de detecção e extinção de fogo foram instalados após as unidades de trituração, com possibilidade de isolamento da fonte de incêndio de forma imediata.

 

________________________________________________________________________________________

Assine a PI News, a newsletter semanal da Plástico Industrial, e receba informações sobre mercado e tecnologia para a indústria de plásticos. Inscreva-se aqui.

________________________________________________________________________________________

 

 

 

Imagens: Stadler

 

 

 

Leia mais:

 

Reciclagem do plástico é tema de livro com nova edição

 

Circularidade dos plásticos. O que esperar depois dos desafios de 2023.



Mais Notícias PI



A ciência como base na reciclagem de plásticos e borrachas

Fundada por pesquisadoras da área de materiais, a startup de base tecnológica IQX desenvolveu aditivos que tornam viável a reciclagem de materiais como borracha vulcanizada.

17/07/2024


Dow adquire a recicladora Circulus e aumenta a sua oferta de PCR

A aquisição da recicladora de polietileno Circulus vai adicionar 50 mil toneladas à oferta de materiais reciclados anualmente e faz parte da meta Transform the Waste 2030 da Dow.

02/07/2024


Empresas firmam acordo para estruturar redes de reciclagem

Gerenciar redes de reciclagem de resíduos gerados pela produção de cartões plásticos do Grupo UP no Brasil é o objetivo da eureciclo.

25/06/2024