O mercado global de plásticos para o setor automobilístico foi avaliado em US$ 29,50 bilhões em 2022, com uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 5,2% de 2023 a 2030, de acordo com a Grand View Research, consultoria norte-americana para o setor. O levantamento aponta ainda que, globalmente, recursos aprimorados de design e o foco crescente na redução de peso dos veículos, assim como o controle de emissões, estão entre os principais fatores que impulsionam a expansão do mercado de autopeças plásticas, em que são utilizados diferentes sistemas para fixação entre componentes.

 

Atenta a essa necessidade, a Böllhoff, multinacional alemã especializada em tecnologia de fixação e sistemas de montagem, desenvolveu uma linha de insertos metálicos (foto ao lado) compostos por latão, alumínio ou aço chamada Amtec (After Moulding Technology), para fixação de produtos roscados em componentes plásticos após a moldagem, os quais podem ser aplicados por técnicas de soldagem por elemento térmico, por resistência e por ultra-som. Também podem ser instalados por ancoragem de expansão, técnica em que o inserto metálico roscado é inserido no furo de montagem e posteriormente expandido, assegurando a fixação; ou ainda, de forma automoldante, método em que o inserto roscado é aparafusado com um fuso rotativo.


Flávio Silva, CEO da Böllhoff no Brasil, comentou sobre o desenvolvimento dessas roscas de alta resistência e suas aplicações no mercado de plásticos: "O que fazemos é considerar o inserto metálico desde a concepção do projeto, prevendo-o no design da peça e do molde de injeção, até a aplicação do inserto após a moldagem. Dessa forma, otimizamos custos e asseguramos o resultado superior esperado para fixação do componente, em qualquer tipo de material plástico. Assim é possível atender aos requisitos técnicos de projetos complexos, principalmente em se tratando de componentes que devem ser desmontados e montados repetidamente durante sua vida útil."

 

O executivo comentou também que a Böllhoff tem as certificações necessárias para atendimento do mercado nacional: para o setor automotivo possui a IATF , e para o aeroespacial possui a AS/EN 91000, o que a torna um parceiro altamente confiável para as empresas que atuam nesse setor.


 

Imagem: Böllhoff


 

Leia também:

 

Estruturação assegura a ancoragem de insertos rosqueados em peças híbridas

 

Fabricação de autopeças usando PP expandido com conteúdo reciclado


 



Mais Notícias PI



Injetora híbrida com força de 1.800 kN

Arburg vai expor injetora híbrida e com menor consumo de energia.

23/07/2024


Fabricante de embalagens se prepara para possível nova seca em Manaus

Antevendo desafios logísticos, a Extrusa Pack vai estocar matéria-prima em suas unidades na região Sudeste e é parceira na implantação de um posto de distribuição no AM.

23/07/2024


Centro técnico da Engel passa a ser equipado com injetora de alta capacidade

A fabricante austríaca de injetoras ampliou o seu centro técnico com a instalação de uma injetora de 55.000 kN de força de fechamento, desenvolvida com foco nas necessidades da indústria automobilística.

23/07/2024