A Ohxide (Paulínia, SP), consultoria especializada no mercado de petroquímicos, fechou a edição de agosto de seu relatório mensal de preços e do mercado de resinas plásticas e matérias-primas, tendo como data base o mês de julho.

 

A nova edição do estudo constata a melhora do cenário macroeconômico ao analisar parâmetros como câmbio, inflação e taxa de juros, as quais sinalizam um melhor ambiente para o consumo de bens, com boa repercussão no mercado de plásticos.

Aumentos dos preços no mercado nacional em julho são avaliados com base em opiniões de fontes do mercado.

 

São analisadas as variações dos preços das matérias-primas polietileno (PE) em suas diferentes versões, polipropileno (PP), poliestireno (PS), poli(cloreto de vinila) (PVC) e poli(tereftalato de etileno) (PET).

 

Os relatórios são lançados na primeira quinzena de cada mês, trazendo informações sobre o mês anterior. Sua assinatura está disponível em planos mensais e anuais. Informações pelo e-mail ohxide@ohxide.com.br.

 

 

Foto: Ohxide

 

 

Leia também:

 

Aumenta o consumo de bens industriais

 

Indústria vai investir em produtividade

 

 

 

 

 



Mais Notícias PI



A Lecar não vai mais produzir carros elétricos, mas sim híbridos.

Montadora brasileira vai redirecionar esforços antes dedicados à fabricação de carros elétricos para o desenvolvimento de veículos híbridos flex, com sistema de tração elétrico.

01/07/2024


Empresas de extrusão buscam atualização tecnológica

Ênfase no atendimento ao setor de embalagens e interesse por tecnologias habilitadoras da indústria 4.0 são tendências entre as empresas que processam materiais plásticos usando o processo de extrusão.

01/07/2024


Consumo de PVC aumentou entre 2022 e 2023

Pesquisa do IBPVC e da MaxiQuim revelou que o consumo aparente de PVC no País, nos dois últimos anos, passou de 1.024 para 1.122 toneladas.

25/06/2024