Um projeto administrado por quatro empresas europeias visou a reciclagem e, principalmente, a produção de embalagens multicamadas para alimentos fabricadas com 100% de material reciclado.

 

Graças à colaboração entre as alemãs BASF, Südpack e Zott, e a austríaca Borealis, foi possível desenvolver uma embalagem piloto multicamada de PA/PE sustentável. Cada uma delas responsável por uma área de domínio. A BASF forneceu a poliamida reciclada quimicamente. A Borealis forneceu polietileno de origem sustentável e a Südpack usou esses materiais para produzir o filme multicamada selado pela Zott Gourmet Dairy.

 

Segundo informações publicadas pela companhia austríaca, as matérias-primas para a poliamida e o polietileno foram produzidas em quantidades muito pequenas, como parte do projeto "ChemCycling", da BASF, programa voltado à recuperação química de materiais plásticos. De acordo com o método de balanço de massa, ambos os plásticos da embalagem sua composição consiste em 100% de materiais reciclados.

 

Graças à somatória das propriedades de cada polímero, os filmes multicamadas conferem aos produtos vantagens como: barreira a gases, maior prazo de validade e vida útil, além de benefícios como menor espessura, redução do uso de material e menor emissão de CO2 durante o transporte. Porém, sua reciclagem mecânica se torna inviável em virtude da difícil separação dos polímeros envolvidos.

 

#embalagemsustentavel #polietilenoreciclado #poliamida #pack



Mais Notícias PI



PPSU na fabricação de mamadeiras: design funcional e boa resistência mecânica

Polifenilsulfona proporciona também alto índice de transparência e pode ter contato com alimentos.

08/06/2021


Aplicação de plasma substitui camada de barreira em embalagens para produtos químicos

Startup surgida no  Instituto de Processamento de Plásticos (IKV, Alemanha), transfere descobertas científicas sobre revestimento por plasma em embalagens.

27/05/2021


Setor de embalagens flexíveis apresenta resultado abaixo do esperado

Associação da indústria de embalagens flexíveis apresentou resultados de uma pesquisa que aponta queda na produção do primeiro trimestre de 2021, se comparado ao trimestre anterior.

26/05/2021