A alemã Covestro, com subsidiária em São Paulo (SP), declarou que está trabalhando com 21 parceiros de nove países diferentes no Circular Foam, um projeto que visa fechar o ciclo de vida das espumas rígidas de poliuretano (PU), utilizadas como material para isolamento de refrigeradores e de prédios e construções.

 

De acordo com a empresa, até o momento não existe uma gestão coordenada dos resíduos ou processos adequados de reciclagem para um ciclo de vida sustentável desse produto. Entretanto, o projeto Circular Foam visa mudar isso unindo esforços de especialistas acadêmicos, empresas e da sociedade para desenvolver um modelo de solução completo nos próximos anos. O projeto pretende demonstrar todas as etapas tecnológicas necessárias para atingir a circularidade dos plásticos em aplicações pós-consumo, tendo como exemplo as espumas rígidas de PU, usadas como isolamento em equipamentos refrigeradores, como as geladeiras, e em edificações.

 

A reciclagem química permite a reutilização de materiais que, ao final de seu ciclo de vida, não podem ser recuperados por meio da reciclagem mecânica devido às suas propriedades. Atualmente, parte desses materiais são incinerados, para recuperação energética. Neste processo, os precursores utilizados são perdidos. Ainda segundo a Covestro, o propósito do projeto é investigar dois caminhos possíveis de reciclagem para as espumas rígidas de PU: quimólise e pirólise. O objetivo é obter novamente os polióis e aminas como matérias-primas para a produção de espumas de alta qualidade, permitindo assim sua reutilização.

 

Segundo informações do projeto, isso representaria uma redução anual de um milhão de toneladas de resíduos, redução da emissão de 2,9 milhões de toneladas de CO2, bem como uma economia de 150 milhões de euros em custos de incineração na Europa a partir de 2040.

 

O consórcio é composto por todos os atores necessários para fechar a cadeia de valor circular (indústrias de processo, material, manufatura, gestão de resíduos, fornecedores de tecnologia, parceiros de pesquisa, logística, cientistas sociais e economistas) e será implementado em três regiões piloto na Alemanha, Polônia e Holanda.


 

(Foto: wayhomestudio, Freepik)

#reciclagemquimica #poliuretano #espumarigida #covestro


 

Conteúdo relacionado:

Programa de reciclagem vai converter colchões de PU em novas espumas

PA reciclada a partir de aparas industriais



Mais Notícias PI



Novos polímeros com grafeno, mais resistentes e sustentáveis

Parceria entre a Gerdau Graphene e a unidade Embrapii Senai Mario Amato terá foco na pesquisa, desenvolvimento e inovação para aplicações industriais do grafeno em plásticos.

18/01/2022


Poluição marinha por plásticos em debate

A AMI promove gratuitamente o evento virtual “Ocean Plastic”, que falará sobre como encontrar maneiras de resolver o problema da poluição marinha por plásticos.

17/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022