Pesquisadores do Institut für Biokunststoffe und Bioverbundwerkstoffe (IfBB) – instituto alemão voltado a pesquisas de bioplásticos e biocompósitos, pertencente à Universidade de Hannover – estão envolvidos em um projeto que vai analisar a viabilidade e o potencial de plásticos de base biológica serem substitutos aos plásticos de origem fóssil em peças presentes no compartimento do motor de veículos.

 

Um tubo de ar de admissão pode ser feito de bioplástico? (ContiTech MGW GmbH)

 

De acordo com a instituição, sua intenção é, inicialmente, desenvolver formulações de materiais cujo desempenho mecânico, térmico e químico deve ser desenvolvido e adaptado de maneira específica para o produto. O projeto intitulado “Bioplásticos para Aplicações em Alta Temperatura (HoT-BRo 2)” está pesquisando materiais para várias aplicações, principalmente no setor automotivo.

 

Segundo o IfBB, os resultados do estudo de viabilidade HoT-BRo demonstraram a possibilidade de substituir os plásticos de base petroquímica por plásticos de base biológica no compartimento do motor de carros movidos à combustão. Com base nesses resultados, o projeto visa desenvolver e modificar materiais de forma direcionada, a fim de tornar bioplásticos e biocompósitos termoplásticos empregáveis em aplicações sob alta  temperatura.

 

Os componentes de referência dos parceiros industriais são um tubo de ar de carga do turbocompressor (estudo de viabilidade), um módulo de filtro de líquido para veículos comerciais, um módulo de gerenciamento térmico e um prensa-cabo. O objetivo é atingir, nesses componentes, a maior proporção possível da formulação geral tomando como base uma poliamida (parcialmente) de fonte biológica reciclada, que deve ser de pelo menos 50%. Além disso, estão sendo monitorados os processos e técnicas utilizados, bem como a análise de ciclo de vida das peças.

 

Empresas como: ContiTech MGW, Mann + Hummel, RF Plast, Pflitsch, Arkema, Radici Chimica, BGS Beta-Gamma-Service, Schwarzwälder Textil-Werke Heinrich Kautzmann, OKA-TEC e HBL -Plast, são parceiras deste projeto, que tem previsão de conclusão para 2024.

 

Foto: Um tubo de ar de admissão pode ser feito de bioplástico? (ContiTech MGW GmbH)

#bioplastico #poliamida #automotiva


 

Conteúdo relacionado:

Embalagens de rejunte feitas com biopolímeros

As vantagens do plástico no ramo automobilístico

 




Mais Notícias PI



Polímeros de alto desempenho usados em sensores de veículos autônomos

Companhia desenvolve um novo conceito para sensores de radar em veículos autônomos, com gerenciamento térmico integrado, graças ao uso de material híbrido.

07/10/2021


Projeto usa microondas e soldagem a laser para obter compósitos recicláveis voltados à indústria de transportes

Usando novos materiais e processos de fabricação, projeto liderado pelo instituto Aimplas ajuda a produzir veículos mais leves e menos poluentes sem aumentar os custos.

04/10/2021


Escadas em EPS, uma construção rápida e limpa

Sistema modular de construção de escadas oferece suporte estrutural e garantia de obras mais limpas, com componentes mais leves.

16/09/2021