O Grupo Isorecort, com matriz em Ribeirão Pires (SP), desenvolveu uma linha de canaletas fabricadas em poliestireno expandido (EPS) que podem ser usadas como formas para a construção de vigas baldrame, além de outros tipos de aplicações no ramo da construção civil.

Canaletas de poliestireno expandido para trabalhos na construção civil

 

As peças pertencem à série ISOBaldrame, têm formato de “U” e são comercializadas em versões com dimensões internas de 200 x 300 x 1.000 mm ou de 200 x 400 x 1.000 mm. Elas são confeccionadas a partir do corte de blocos de EPS de média densidade e podem também ser produzidas sob medida.

 

O uso deste material na construção civil proporciona vantagens em relação a sistemas tradicionais como, por exemplo, proteção contra a ação da umidade, evitando assim aplicações de produtos adicionais. O EPS é atóxico, de forma que não contamina lençóis freáticos e, por ser insolúvel, pode ser submetido a níveis abaixo do solo. Outra de suas características é a capacidade de suportar peso superior a 40 toneladas por metro quadrado.

 

Denilson Rodrigues, engenheiro civil da empresa, comentou sobre outros benefícios relacionados à utilização de EPS em construções: “A aplicação da canaleta ISOBaldrame, além de ser bastante simples, agiliza a execução da montagem das vigas, eliminando a necessidade da desforma, o desperdício de materiais e a geração de entulho”.

 

Ele também explicou como funciona o sistema de viga baldrame, informando que se trata de “um elemento estrutural responsável por captar toda a carga das paredes e do teto de uma casa, por exemplo”, e concluiu dizendo que a função deste sistema é “distribuir o peso na fundação”.

 

Imagem: Grupo Isorecort

 

Conteúdo relacionado:

Bioplásticos, um mercado em formação no Brasil

Conectividade e responsabilidade ambiental

 

#GrupoIsorecort #PoliestirenoExpandido #ConstruçãoCivil #Plásticos



Mais Notícias PI



Polímeros de alto desempenho usados em sensores de veículos autônomos

Companhia desenvolve um novo conceito para sensores de radar em veículos autônomos, com gerenciamento térmico integrado, graças ao uso de material híbrido.

07/10/2021


Projeto usa microondas e soldagem a laser para obter compósitos recicláveis voltados à indústria de transportes

Usando novos materiais e processos de fabricação, projeto liderado pelo instituto Aimplas ajuda a produzir veículos mais leves e menos poluentes sem aumentar os custos.

04/10/2021


Bioplástico para aplicação sob alta temperatura em motores

Instituto pesquisa como aplicar bioplástico como substituto aos materiais de origem fóssil em peças para compartimento do motor que são submetidas a altas temperaturas.

21/09/2021