O Grupo Isorecort, com matriz em Ribeirão Pires (SP), desenvolveu uma linha de canaletas fabricadas em poliestireno expandido (EPS) que podem ser usadas como formas para a construção de vigas baldrame, além de outros tipos de aplicações no ramo da construção civil.

Canaletas de poliestireno expandido para trabalhos na construção civil

 

As peças pertencem à série ISOBaldrame, têm formato de “U” e são comercializadas em versões com dimensões internas de 200 x 300 x 1.000 mm ou de 200 x 400 x 1.000 mm. Elas são confeccionadas a partir do corte de blocos de EPS de média densidade e podem também ser produzidas sob medida.

 

O uso deste material na construção civil proporciona vantagens em relação a sistemas tradicionais como, por exemplo, proteção contra a ação da umidade, evitando assim aplicações de produtos adicionais. O EPS é atóxico, de forma que não contamina lençóis freáticos e, por ser insolúvel, pode ser submetido a níveis abaixo do solo. Outra de suas características é a capacidade de suportar peso superior a 40 toneladas por metro quadrado.

 

Denilson Rodrigues, engenheiro civil da empresa, comentou sobre outros benefícios relacionados à utilização de EPS em construções: “A aplicação da canaleta ISOBaldrame, além de ser bastante simples, agiliza a execução da montagem das vigas, eliminando a necessidade da desforma, o desperdício de materiais e a geração de entulho”.

 

Ele também explicou como funciona o sistema de viga baldrame, informando que se trata de “um elemento estrutural responsável por captar toda a carga das paredes e do teto de uma casa, por exemplo”, e concluiu dizendo que a função deste sistema é “distribuir o peso na fundação”.

 

Imagem: Grupo Isorecort

 

Conteúdo relacionado:

Bioplásticos, um mercado em formação no Brasil

Conectividade e responsabilidade ambiental

 

#GrupoIsorecort #PoliestirenoExpandido #ConstruçãoCivil #Plásticos



Mais Notícias PI



Poluição marinha por plásticos em debate

A AMI promove gratuitamente o evento virtual “Ocean Plastic”, que falará sobre como encontrar maneiras de resolver o problema da poluição marinha por plásticos.

17/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022


Acordo ampliará oferta de poliuretano termoplástico no Brasil

Parceria firmada entre empresas fornecedoras de polímeros leva à comercialização local de nova linha de TPUs.

14/01/2022