O universo da produção industrial não é feito de tarefas simples, e é por isso que ele exige em seu comando profissionais capacitados, com extensa bagagem, além de meios sofisticados para que uma empresa obtenha algum sucesso. Nos últimos tempos, porém, mais variáveis têm sido adicionadas a essa equação. O avanço da digitalização tem transformado o ambiente industrial,e hoje a tecnologia da informação está cada vez mais presente, até nas tarefas que já foram tidas como simples, como a alimentação e a dosagem de matéria-prima nas máquinas.

 

Desta forma, os equipamentos auxiliares da transformação de plásticos, os chamados periféricos, estão passando por um aprimoramento tecnológico que tem por finalidade integrá-los aos sistemas produtivos de forma que a fabricação se torne um pacote de tarefas interligadas. Isso demanda recursos de monitoramento, gerenciamento e análise de operações, assim como a conexão com o conjunto do maquinário.

 

Um pouco dessa nova realidade pode ser conferido no especial desta edição sobre periféricos e indústria 4.0, a partir da página 22 da nossa edição de agosto. O artigo mostra como esses equipamentos estão aos poucos recebendo recursos para “conversar” com as máquinas principais, oferecendo aos sistemas de controle um conjunto de dados o mais completo possível, o chamado Big Data da produção. Este, por sua vez, torna possível mapear e analisar processos produtivos, assim como embasar a tomada de decisões em informações confiáveis.

 

Outra transformação em curso no setor diz respeito ao uso de bioplásticos, os materiais que surgiram como uma quimera há alguns anos e chegaram a ser julgados como uma solução controversa para se operar a substituição dos plásticos de origem fóssil. Renovados, eles são hoje uma alternativa real, e por isso são objeto da pesquisa que resultou no guia da oferta de bioplásticos no mercado brasileiro, publicado nesta edição, a partir da página 18. São reunidas ali informações sobre materiais que poderão se tornar tanto uma alternativa em termos de sustentabilidade quanto suprir o mercado nos atuais tempos de volatilidade no abastecimento de matéria-prima.

 

 

Hellen Corina de Oliveira e Souza - Editora

hellen.souza@arandaeditora.com.br



Mais Notícias PI



Meu bem, meu mal

Detestados quando se interpõem no nosso caminho na forma de rejeitos, os materiais plásticos têm apoiado a evolução das chamadas ciências da vida. Neste ambiente eles continuam sendo não só bem-vindos, mas essenciais.

13/05/2022


Enfim, ao vivo

Rever parceiros comerciais, discutir os atuais desafios e conferir in loco o desenvolvimento tecnológico voltado para a cadeia de plásticos. Experiências que haviam se tornado raras voltarão a ser possíveis na Interplast.

24/03/2022


 A indústria em sua fase de compromisso com a sociedade e com o meio ambiente

Sustentabilidade, engajamento na economia de carbono neutro e compromisso social são pilares das práticas de ESG, que chegam com força e exigem atitude das empresas do setor de plásticos.

04/02/2022