Um levantamento realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com sede na cidade de Rio de Janeiro (RJ), mostrou que o Índice de Confiança da Indústria (ICI) aumentou em 3,4% no período que abrangeu o final do mês de maio último até o encerramento do mês passado.

Sondagem da FGV mostrou aumento do índice de confiança da indústria

 

De acordo com o estudo, a soma de pontos percentuais do indicador em junho foi de 107,6, em uma escala de até 200%, ao passo que o valor constatado para o mês anterior foi de 103,6, resultado este que passou a ser considerado pela instituição pesquisadora como o melhor índice desde fevereiro de 2021. Esse avanço é atribuído principalmente a avaliações positivas do meio empresarial em relação à perspectiva de melhora do mercado para os próximos meses.

 

Além disso, outros dados referentes ao levantamento foram divulgados como, por exemplo, aumento de 1,8% do Índice de Situação Atual (ISA) – que somou 111,3 pontos percentuais após cinco quedas consecutivas – e acréscimo de 5,0% ao Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) – totalizando 104,0 pontos percentuais e apontando o segundo ganho consecutivo após quatro meses de retração.

 

Também foi divulgado pela FGV que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI) aumentou em 1,6% em junho último, que somou 79,4%, bem próximo ao valor observado em janeiro deste ano. Essa informação foi obtida por meio da última edição do levantamento estatístico Sondagem da Indústria de Transformação.

 

“A indústria tem grande relevância para a economia, já que representa uma parcela significativa do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, e vem ajudando o País a superar a mais grave crise sanitária, econômica e social que já vivenciamos. Esses dados sinalizam que há uma perspectiva positiva no longo prazo, embora ainda estejamos enfrentando muitos desafios relacionados à pandemia de Covid-19”, disse Paulo Castelo Branco, presidente-executivo da Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei).

 

Segundo ele, o crescimento do ICI indica uma retomada da economia brasileira e os demais dados demonstrados a partir da pesquisa são atribuídos a alguns fatores como a queda acentuada do preço do dólar e o avanço da vacinação no Brasil. Mais informações podem ser obtidas aqui.

 

Imagem: Pixabay

 

Conteúdo relacionado:

Pesquisa no ramo de PET aponta aumento da demanda por embalagens para produtos antivirais

Um novo estímulo à economia circular dos plásticos

 

#FGV #ÍndicedeConfiançadaIndústria #Abimei #Plástico #Covid-19 



Mais Notícias PI



Curso gratuito sobre plásticos no Colégio Técnico de Campinas

Instituição vinculada à Unicamp oferece treinamento presencial com duração de dois anos, ministrado nos períodos matutino e noturno. Professores do colégio comentaram sobre o conteúdo do curso e o tipo de público para o qual ele é recomendado.

20/02/2024


Covestro inaugura unidade para produzir anilina de base biológica

Insumo utilizado na produção do MDI, precursor do poliuretano, a anilina de base biológica vai contribuir para reduzir a pegada de carbono da cadeia de produção desse material.

20/02/2024


Compostos e Arkema firmam parceria no fornecimento de polímeros especiais

Materiais especiais da desenvolvedora francesa passaram a ser comercializados pela distribuidora paulista, que tem unidade também em Caxias do Sul (RS).

20/02/2024