Apesar da importância do distanciamento social como forma de tentar impedir o avanço da pandemia da Covid-19, muitas empresas da área de plásticos não podem interromper suas atividades do chão de fábrica durante esse período. Neste caso, além de tomarem providências quanto ao fornecimento de EPIs e produtos de higienização para seus colaboradores e visitantes, elas podem optar pelo uso de equipamentos que permitem o isolamento de setores de seus parques.

 

Equipamentos para empresas que não podem parar a produção

 

Entre os produtos desse tipo disponíveis atualmente estão as portas flexíveis desenvolvidas pela Rayflex, as quais são divididas em séries indicadas para áreas internas, externas, laboratórios e para salas que não podem ser expostas a atmosfera com partículas em suspensão. Um exemplo é a linha AL 01, que é composta por modelos que possuem sistema de vedação lateral configurado com encaixe contínuo, cujas extremidades permanecem dentro de guias de poliuretano que impedem a passagem de ar. Elas são configuradas com colunas fabricadas em alumínio que apresentam resistência ao impacto e baixo coeficiente de atrito. Além disso, elas podem ser equipadas com sensor de reversão superior, painel de comando CLP com display e dispositivos de alarme de colisões na parte inferior.

 

Também são oferecidos equipamentos opcionais como sensores de detecção de movimento e sistemas de acionamento por controle remoto. Segundo informações da companhia, a velocidade de abertura e fechamento das portas é de até 2,5 m/s.


 

Foto: Rayflex

 

#Portasparaprotecaodeparquesfabris #Equipamentosparaochaodefabrica #Plásticos #Covid-19



Mais Notícias PI



Estudo analisa o impacto da Covid-19 sobre o balanço das empresas

Levantamento realizado pelo Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) junto a 240 empresas de capital aberto mostra as consequências da pandemia de Covid-19 sobre o seu desempenho e recuperação da rentabilidade.

20/10/2020


Nova linha de produtos sustentáveis

Companhia lança linha de poliestirenos com até 30% de material reciclado pós-consumo, tendo como principal objetivo garantir a circularidade do material e reduzir os impactos do descarte inadequado.

08/10/2020


Demanda em alta e recorde de vendas de resina

Retomada das atividades no pós-pandemia aqueceu o mercado de resinas plásticas e a Braskem bateu recorde de vendas pela segunda vez consecutiva.

07/10/2020