Em tempos de distanciamento social, que é uma das medidas de combate à disseminação da Covid-19 recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), as plataformas digitais estão possibilitando o acesso a uma gama cada vez maior de webinars, material didático e “lives” que passaram a ser ministrados por companhias e instituições de pesquisa e ensino que atuam em variados segmentos da indústria de plásticos. O conteúdo já disponível ou programado para as próximas semanas se mostra bastante variado, e abrange desde as propriedades de matérias-primas poliméricas e o seu processamento até a automação e digitalização de linhas de produção.

 

Cursos on-line oferecidos por instituições da área de plásticos

 

 

Um exemplo é a série de aulas gratuitas sobre injeção de termoplásticos, programação e operação de máquinas, alertas de detecção de anomalias em processos e usinagem que serão ministradas por meio de ambientes virtuais pela Simco. As inscrições podem ser feitas por meio de Whatsapp ou e-mail, ambos disponíveis no site da empresa. Também serão realizados workshops que abordarão temas como maneiras de evitar paradas de máquinas, sistemas robotizados, conexão do chão de fábrica com redes digitais e manutenção, otimização e retroffiting, os quais estão sendo organizados pela Festo. Segundo informações da companhia, eles serão realizados às terças-feiras, das 10 às 11h.  

 

Já para aqueles que procuram apostilas que tratem de fundamentos para o processamento de polímeros, tecnologia desenvolvida para transformadores de materiais plásticos, ensaios de caracterização de materiais e desenvolvimento e/ou planejamento de operações complementares à transformação de plásticos, entre outros assuntos dessa área, o Senai oferece acesso a uma biblioteca virtual que contém material desse tipo. Para isso, é necessário realizar um cadastro que pode ser feito no mesmo ambiente. A Hexagon também desenvolveu um programa de treinamento pela Internet cujo conteúdo consistirá no uso de softwares voltados para projetos de ferramental, simulações de processos e engenharia reversa. Eles serão divididos em módulos de nível básico, intermediário e avançado.

 

Em se tratando de cursos EAD (Ensino à Distância), o treinamento ministrado pelo Instituto Avançado do Plástico (São Bernardo do Campo, SP) abrange diretrizes para a resolução de problemas típicos de processos de injeção de plásticos, uso de equipamentos de extrusão de filmes poliméricos, desenvolvimento de embalagens flexíveis e informações técnicas sobre ferramental e equipamentos voltados para linhas de produção e reciclagem. Já a Escola Pro-tec (São Paulo, SP) oferece cursos voltados para o desenvolvimento de moldes usados no processamento de resinas termoplásticas e termofixas, os quais são divididos em módulos que compreendem ainda o funcionamento de sistemas de câmara quente e de mecanismos de extração de peças moldadas.

 

Também foram criados cursos on-line para áreas que passaram a complementar as atividades realizadas no chão de fábrica, como a implementação de sistemas que possibilitem a transmissão de dados provenientes de linhas de produção, por exemplo. Pensando nisso, as Faculdades da Indústria, que fazem parte da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), estão disponibilizando treinamento voltado à elaboração de estratégias que têm como premissa a aplicação de conhecimentos relacionados aos conceitos da indústria 4.0 para modernizar parques fabris. Também será abordada a criação de modelos de negócios para esta área.

 

Neste contexto de distanciamento social, o Instituto Mauá de Tecnologia (São Caetano do Sul) aprimorou seus programas de ensino por meio de plataformas digitais, as quais permitem que professores, alunos e profissionais que operam em departamentos relacionados troquem informações e tenham acesso a serviços. Para o professor David Garcia Penof, coordenador do curso de engenharia de produção que consta da grade da instituição, é primordial que universidades e escolas técnicas invistam em sistemas de EAD, tendo em vista que a demanda por cursos desse tipo vinha aumentando bem antes do surto de disseminação do coronavírus. Ele falou sobre os potenciais benefícios que situações como essa podem trazer. “É um momento de aprendizado, de mudança de comportamento. Pessoas resistentes à tecnologia estão aprendendo a usá-la e aquelas que tinham medo de perder seus empregos também estão de adaptando. Teremos a oportunidade de nos reavaliarmos para operar de forma mais prática e efetiva, fazendo com que as decisões sejam tomadas mais rapidamente. E isso certamente será muito importante para o nosso aperfeiçoamento profissional e pessoal”.

Mais informações sobre cursos on-line voltados para as áreas de plásticos, indústria 4.0, IoT e economia circular podem ser obtidas na seção Eventos de Plástico Industrial.

 

Foto: Pixabay

 

#Cursosonlineparaaindustriadeplásticos #EAD #Plásticos #Covid-19



Mais Notícias PI



Engenharia reversa reduz tempo de desenvolvimento de moldes

Sistema leva em conta dados de contração do material plástico para a correção do projeto de ferramental de injeção.

28/09/2020


Parceria interestadual pelo desenvolvimento da indústria

Acordo entre entidades de Minas Gerais e da Bahia tem como premissa facilitar a abertura de linhas de crédito para empresas que atuam na área industrial.

28/09/2020


Digitalização na área de reciclagem é tema de ebook

Empresa do ramo de reciclagem lançou um livro digital que aborda como o uso de sistemas que conectam sensores, máquinas e ambientes virtuais pode contribuir para a otimização de processos.

28/09/2020