A norte-americana Compact Membrane Systems (CMS) e a Braskem anunciaram um acordo para o desenvolvimento conjunto de uma demonstração piloto em escala da tecnologia de separação de olefina-parafina chamada Optiperm, que proporciona alto rendimento na produção de plásticos, redução de resíduos, menor emissão de carbono e maior economia de energia.

 

O Optiperm é uma tecnologia de membranas de fluoropolímero com prata, pertencente à CMS, projetada para aumentar a eficiência da produção de olefinas, ao passo que reduz a geração de resíduos, bem como as emissões de carbono e o consumo energético. A natureza modular das membranas permite a recuperação de olefinas do processo produtivo, desafogando a produção e aproveitando a infraestrutura existente com mais eficiência em termos energéticos.

 

Segundo a CMS, a tecnologia explora um mecanismo de transferência de massa conhecido como transporte facilitado. A prata, incorporada à estrutura do fluoropolímero da membrana, atua como um ponto de atração para a ligação dupla nas olefinas, transportando-as por intermédio da membrana. Parafinas saturadas não têm a mesma interação. Esta diferença de afinidade permite que as olefinas passem pela membrana a uma taxa significativamente maior do que as parafinas.

 

Ambas as companhias reconhecem que aumentar a recuperação de olefinas de processos de produção de hidrocarbonetos é essencial para diminuir o impacto ambiental, ao mesmo tempo que entendem a importância de produzir químicos que serão os blocos de construção para resinas plásticas e outros produtos para diversos segmentos, como: saúde e higiene, embalagens de alimentos, construção, fabricação, automóveis, agronegócio, entre outros.

 

De acordo com as informações dadas pela CMS e Braskem, essa será a segunda demonstração em campo da tecnologia, a qual deve começar suas operações no primeiro trimestre de 2021. A unidade piloto será implantada em uma planta da Braskem (nos Estados Unidos) e a previsão é que seja operada por um período de 500 dias. A demonstração bem-sucedida de seu desempenho abrirá caminho para a implementação do Optiperm em diversos fluxos de processo.

 

No site da CMS é possível visualizar mais detalhes sobre as aplicações e o funcionamento do processo, bem como fazer o download gratuito de materiais explicativos.


 

(Fotos: CMS)

#plastico #cmsebraskem #acordomelhoraeficienciadaproducao #olefinas



Mais Notícias PI



Novos polímeros com grafeno, mais resistentes e sustentáveis

Parceria entre a Gerdau Graphene e a unidade Embrapii Senai Mario Amato terá foco na pesquisa, desenvolvimento e inovação para aplicações industriais do grafeno em plásticos.

18/01/2022


Poluição marinha por plásticos em debate

A AMI promove gratuitamente o evento virtual “Ocean Plastic”, que falará sobre como encontrar maneiras de resolver o problema da poluição marinha por plásticos.

17/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022