A austríaca Borealis e a norueguesa Tomra anunciaram a entrada em operação de uma planta de demonstração de reciclagem mecânica avançada na cidade de Lahnstein, Alemanha.

 

A instalação é resultado de uma parceria que uniu tecnologias nas áreas química e mecânica. Ela incorpora os princípios da plataforma EverMinds, da Borealis, de reprocessamento de resíduos plásticos rígidos e flexíveis, para que eles retornem à condição de atender a aplicações exigentes em setores como automotivo e de produtos de consumo. Com alta pureza, baixo odor, alta consistência do produto e frações de cor clara, os polímeros reciclados pertencem ao grau Borcycle M, atendendo a altos requisitos de qualidade na cadeia de valor.

 

O objetivo da nova planta de demonstração é gerar material para que os proprietários de marcas e transformadores qualifiquem e validem seu uso em aplicações altamente exigentes. O sucesso técnico estabelecerá as bases para uma usina de reciclagem avançada em escala comercial.

 

A operação da planta é uma empresa conjunta entre Borealis, Tomra e Zimmerman. A Borealis contribui com sua experiência e conhecimento em inovação na área de materiais e reciclagem, enquanto a Tomra contribui como fornecedora de soluções baseadas em tecnologia de coleta e triagem de resíduos. E a Zimmerman é uma empresa de gerenciamento de resíduos com experiência na classificação de vários tipos de material, incluindo plásticos.

 

“Esta fábrica é apenas o começo do que será possível quando os principais participantes da cadeia de valor se unirem para causar um impacto realmente significativo no mercado”, disse Volker Rehrmann, vice-presidente executivo e chefe de economia circular da Tomra, que recentemente criou uma divisão denominada Economia Circular

 

“Na P&G, estamos fazendo embalagens com a ‘próxima vida ’em mente para ajudar a impulsionar uma economia circular mais robusta. Devemos aumentar o fornecimento de plástico reciclado de alta qualidade para permitir que a indústria cumpra essa visão ”, disse Gian De Belder, Diretor Técnico da Procter & Gamble (P&G), Sustentabilidade de Embalagens de P&D. “A nova abordagem inovadora da Borealis mostra potencial para mudar radicalmente a quantidade e a qualidade do PCR disponível para nossas marcas e nos ajuda a atingir nossa meta para 2030 de reduzir nosso uso de plástico virgem em embalagens em 50%, ou 300 mil toneladas por ano. Os primeiros testes do material parecem muito promissores”, complementou.

 

Foto: Borealis

 

Conteúdo relacionado:

 

Reciclagem química de plásticos usados em autopeças

 

Marca d’água digital: um recurso para simplificar a reciclagem

 

#reciclagemdeplásticos

#economiacircular



Mais Notícias PI



Alimentador para extrusoras tem nova versão

Equipamento pode aumentar o rendimento da reciclagem de grânulos plásticos com densidade inferior a 200 kg/m³.

28/06/2022


Biopolímero tem reciclabilidade comprovada

Pesquisa realizada por meio de uma parceria Brasil/Estados Unidos constatou que um biopolímero à base de amido de vegetais usado na fabricação de filmes pode ser reciclado e convertido em matéria-prima para novos produtos.

28/06/2022


Parceria promoverá a fabricação de telhas ecológicas

Mais de 500 toneladas de aparas industriais provenientes de embalagens serão usadas na produção de mais de 20 mil telhas.

27/06/2022