Antes de iniciar a injeção de um item na indústria do plástico é comum que ocorram ajustes nos moldes, o que demanda muitas horas de mão de obra especializada que poderia estar trabalhando em novos projetos.

Os softwares de engenharia reversa podem contribuir para reduzir significativamente esta etapa e, consequentemente, os custos associados ao desenvolvimento, permitindo que se dê início à produção o quanto antes.

Tendo em vista as necessidades típicas da indústria de plásticos, a alemã Zeiss, com subsidiária brasileira em São Paulo (SP), criou o Zeiss Reverse Engineering (ZRE), um sistema de engenharia reversa para moldes com potencial para reduzir o tempo de desenvolvimento e teste de ferramentas de injeção. O sistema leva em conta dados como a contração de volume que é típica da fase pós-injeção, e que normalmente é um dos principais fatores de retrabalho na confecção de moldes.

O algoritmo de correção das ferramentas integrado ao software leva em conta esse tipo de flutuação, permitindo reduzir o número de iterações necessárias à sua validação.

Entre as etapas de trabalho que podem ser poupadas estão desmontar a ferramenta, medir os componentes, interpretar os resultados, redesenhar o modelo CAD e até mesmo fabricar e adaptá-la novamente, uma tarefa que pode consumir meses de trabalho.

O sistema combina o uso de dados de medição como raios-X e escaneamento 3D ou mesmo tomografia industrial, para comparação com o projeto em CAD, sugerindo a correção diretamente no arquivo de projeto.

O vídeo abaixo exemplifica a atuação do software na correção do projeto de uma caixa plástica contendo vários reforços para suportar carga:

 

https://youtu.be/V85NMQcoLZs

 

O modelo CAD do molde de injeção pode ser corrigido após comparação entre os valores nominais do componente plástico e os dados gerados por sistemas de medição. Desta forma, os segmentos defeituosos são destacados e eliminados, visando ao encaixe perfeito da ferramenta.


 

Mais notícias sobre o uso de recursos avançados na indústria podem ser vistos na seção Indústria 4.0 do site da revista Plástico Industrial.

 

Foto: Zeiss

 

Conteúdo relacionado:

 

Aprovação remota de projetos

Cresce o interesse por tecnologia digital

 

#engenhariareversa

#Zeiss



Mais Notícias PI



Projeto de inteligência artificial integra injetoras de diferentes fabricantes

Programa colaborativo entre plus10, SKZ e Sumitomo mostra como as máquinas injetoras de diferentes fabricantes podem aprender umas com as outras.

13/01/2022


Indústria 4.0: IoT reduz custo de manutenção em até 40%

De acordo com dados da consultoria Mckinsey, manutenção preditiva consegue reduzir o tempo de inatividade das máquinas em até 50% e aumentar a vida útil em 20 a 40%.

03/12/2021


Investimento em projetos de indústria 4.0

Iniciativa de empresa investidora busca por novas soluções na área de inteligência artificial, robótica, IoT e computação em nuvem.

22/11/2021