Uma pesquisa realizada recentemente a partir de uma parceria entre a ABI Research e Nokia mostrou como algumas empresas do segmento de manufatura pretendem investir na modernização de seus parques fabris.

 

Empresas do ramo de plásticos querem modernizar suas fábricas

De acordo com o levantamento, a implementação de sistemas digitais que permitam a interconexão entre máquinas e o compartilhamento e armazenamento de dados é o principal interesse de 90% das companhias pesquisadas. A atualização de máquinas e automação de processos é prioridade para 47% delas, ao passo que 41% preferem sistemas IoT (Internet das Coisas) e 37% põem a infraestrutura para armazenamento de dados em nuvem no topo da lista.

 

 

A instalação de redes de comunicação das categorias 4G e 5G também fazem parte do planejamento das empresas que colaboraram com a pesquisa.

 

No que diz respeito à digitalização do chão de fábrica, 63% delas se mostraram receptivas à utilização dessas redes em suas linhas de produção. Além disso, 51% disseram que as usariam para a automação de parte de seus processos e 42% o fariam visando melhorar o seu índice de produtividade. Também foi constatado que cerca de 74% das entrevistadas desejam implementar esse tipo de tecnologia em suas unidades de produção até o final de 2022.

 

No Brasil, a demanda por tecnologia digital é uma das necessidades do ramo de plásticos e segmentos como o de injeção e/ou sopro figuram como os principais investidores em modernização.

 

Para Christopher Mendes, diretor financeiro da Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei), no caso de seus associados que atuam na área de plásticos, a maior parte dos investimentos em digitalização industrial, até o momento, está relacionada à aquisição de sistemas de interface homem/máquina e de conexão com ambientes virtuais como, por exemplo, CLPs e redes de comunicação digital.

 

Ele também disse que a criação de eventos online para capacitação de profissionais e familiarização com tendências tecnológicas mundiais se faz importante nesse momento de transição.

Informações atualizadas sobre fornecedores de softwares e/ou de robôs para processos no chão de fábrica estão disponíveis em nossos guias.

Digitalização do setor de extrusão

A modernização de parques fabris para se aproximar do conceito de indústria 4.0 também é de grande interesse do segmento de extrusão de plásticos, como mostrou uma pesquisa realizada por Plástico Industrial antes da pandemia de Covid-19.

A partir do levantamento foi constatado que a computação em nuvem é o assunto que mais interessa às empresas dessa área atualmente, sendo o segundo lugar entre as preferências ocupado pelos sistemas MES (manufacturing execution systems) integrados com ERP (enterprise resources planning). Empresas de extrusão querem modernizar seus parques fabris

O ranking de predileções é composto ainda por automação e robótica, impressão 3D, Internet das Coisas (IoT), análise de big data e cibersegurança no ambiente de produção, como pode ser visto no gráfico ao lado.

 

Foto: Freepik

Conteúdo relacionado:

Software e hardware para conectar máquinas e redes distintas

Como o setor de plásticos se situa no contexto da indústria 4.0

 

#Abimei #ABIResearch #Indústria40 #Plásticos #Covid-19



Mais Notícias PI



Aumenta a procura por geradores de energia para o chão de fábrica

Planejamento e reserva de recursos para implantação de geradores de energia elétrica em parques fabris estão entre as estratégias para enfrentar a crise hídrica e o aumento de tarifas.

24/08/2021


Comércio digital movimenta novos negócios no ramo de EPS

Embalagens feitas em poliestireno expandido passaram a ser muito consumidas por fornecedores de bebidas e de artigos frágeis, como louças e cristais, que vendem seus produtos por meio de e-commerce.

17/08/2021


Mercado em alta para filmes de PP

Consultoria britânica divulga estudo que constata o aumento do interesse por filmes de PP processados por coextrusão plana (cast). Entre os atrativos do material estão resistência e facilidade de reciclagem.

17/08/2021