Dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) dão conta de que o Brasil movimentou US$ 5,6 bilhões em exportações de máquinas e equipamentos no primeiro semestre de 2022, o que significa um crescimento de 29% em relação ao mesmo período de 2021.

 

Desse total, em 2022 os Estados Unidos importaram US$1,4 bilhão, um crescimento de 18% na comparação com o primeiro semestre do ano passado. Os principais segmentos importadores são grandes usuários de peças fabricadas a partir de chapas metálicas, por processos como corte, dobramento, estampagem e soldagem: o setor de máquinas rodoviárias (40,1%); motores e grupos geradores (15,4%) e equipamento naval, offshore e onshore (8,3%).

 

Além da conjuntura internacional, que combina fatores geopolíticos e econômicos, associados à evolução tecnológica do maquinário de origem nacional, a participação em eventos internacionais e em programas de fomento oferecidos por associações de classe e órgãos governamentais têm proporcionado sucesso às operações internacionais de muitas empresas.

 

O Programa Brazil Machinery Solutions (BMS), uma parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e a Abimaq, é uma das iniciativas que visam promover empresas brasileiras ao organizar missões empresariais e patrocinar sua participação em eventos internacionais. No primeiro semestre de 2021 foram levados participantes brasileiros a 13 eventos de setores como o agrícola, avícola, metal-mecânico, têxtil, alimentício, plásticos e de mineração.

 

Patrícia Gomes, Diretora de Mercado Externo da Abimaq, explicou que ações como as apoiadas pelo BMS são bastante estratégicas, pois demonstram a importância do comércio exterior como parte determinante da política externa brasileira. O BMS tem apostado em feiras, no desenvolvimento de estudos de mercado e em rodadas de negócios, aproveitando a demanda por participações internacionais e a mobilidade internacional facilitada.

 

O Programa Brazil Machinery Solutions possui atualmente mais de 200 membros, entre indústrias de diversos setores, tais como agrícola, têxtil, de mineração, plásticos e embalagens, entre outros. Até outubro de 2021, as empresas associadas ao Programa BMS registraram exportações para 160 países.



 

Foto: Eilis Garvey / Unsplash




 

Leia também:

 

Construção naval em aço responde às novas necessidades logísticas

 

Mobilidade elétrica traz oportunidades para o setor de aços






 

#BMS   #Abimaq



Mais Notícias CCM



Lecar não vai mais produzir automóveis elétricos. Agora, só híbridos.

Empresa brasileira vai redirecionar esforços antes dedicados à fabricação de carros elétricos para o desenvolvimento de veículos híbridos flex, com sistema de tração elétrico.

01/07/2024


BMW inaugura estamparia de última geração para produzir carros elétricos

Estamparia com equipamentos de última geração foi inaugurada na unidade norte-americana da montadora alemã, criando mais de 200 novos empregos em áreas técnicas e operacionais.

01/07/2024


WEG anuncia investimento de R$ 69,5 milhões em inovação

Com financiamento do BNDES no valor de R$ 58 bilhões, a WEG vai investir na atualização do parque fabril, em cinco frentes de desenvolvimento tecnológico.

01/07/2024