Uma parceria estabelecida entre o Senai Cimatec (Salvador, BA), o Instituto Senai de Tecnologia de Solda, ligado à Firjan (Rio de Janeiro, RJ), e a Petrobras levou ao desenvolvimento do sistema de monitoramento de soldagem em tempo real SM-Solda.

Sistema de monitoramento de soldagem em tempo real conta com software que orienta a execução

 

O sistema consiste basicamente em um software que faz o acompanhamento de processos de soldagem manual ou robotizada de forma a manter a operação dentro da faixa de parâmetros previamente estabelecidos. Ele opera em conjunto com sensores e equipamentos tradicionais que foram selecionados pelas instituições.

 

Algumas das ferramentas do sistema permitem, por exemplo, detectar variações de tensão e de corrente, temperatura e velocidade de soldagem, além de velocidade de alimentação de arame, vazão de gás, teor de oxigênio aplicado no processo, entre outros parâmetros.

 

“O objetivo do software é antecipar a visão sobre eventuais problemas durante a soldagem e fazer diagnósticos para otimizar o processo”, comentou Daniel Marques, técnico que lidera o projeto. Ele também falou sobre a emissão de alertas em caso de ocorrência de anomalias, o que pode ser identificado por meio de campos com cor vermelha que surgem na interface.

 

“Quando uma soldagem começa, o sistema aponta que se iniciou um processo em um determinado lugar. Se os parâmetros estiverem incorretos, o alerta mostra que o procedimento em execução está fora dos parâmetros”, complementou. Já a normalidade da operação é identificada por campos com cor verde ou cinza.

 

Outras de suas características consistem em configuração de interfaces com textos em português ou inglês e geração de relatórios referentes a processos de soldagem, assim como determinação de acesso restrito. O software também fornece tabelas com informações sobre parâmetros e registros de operações concluídas.

 

“É o registro ponto a ponto do processo. Isso ajuda a descobrir se uma anomalia ocorreu pontualmente ou durante toda a soldagem. O diagnóstico mostra quando e onde ocorreu determinado desvio de parâmetros”, concluiu Daniel.


 

Interesse em novas parcerias

 

O sistema SM-Solda foi apresentado para a imprensa por meio de um evento realizado em formato online este mês. Na ocasião, Paulo Furio, que atua no Instituto Senai de Tecnologia de Solda/Firjan, disse que a entidade está aberta a parcerias para o desenvolvimento sob demanda de sistemas de monitoramento de soldagem em tempo real.

 

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail daniel.ms@fieb.org.br.

 

Imagem: Captura de telas de interfaces do software que é a base do sistema de monitoramento de soldagem em tempo real SM-Solda, desenvolvido a partir de uma parceria entre entidades brasileiras. As imagens foram capturadas durante um evento realizado em ambiente virtual.


 

Reportagens similares:

Limpeza e rebarbação de peças em uma só etapa

Inscrições abertas para programa de modernização industrial

 

#SenaiCimatec #Firjan #SM-Solda #Petrobras #CorteeConformaçãodeMetais



Mais Notícias CCM



Escâner 3D para medição sem contato de tubos metálicos

Equipamento usa microssondas para detectar trincas ou porosidade em superfícies internas e externas de tubos.

08/10/2021


Um ambiente de soldagem mais colaborativo

Os cobots, ou robôs colaborativos, estão chegando também ao ambiente de soldagem, oferecendo flexibilidade às linhas de fabricação.

04/10/2021


Inscrições abertas para programa de modernização industrial

Empresas participantes contarão com consultoria e assistência para digitalização de processos no chão de fábrica.

02/09/2021